Geleia de Tomate

Receita Panna Cotta com Geleia de Tomate

Ingredientes:
– 4 tomates italianos
– 5 colheres de sopa de açúcar
– 1 copo e meio de água
– 1 canela em pau
– 4 pimentas-do-reino em grão

Corte os tomates em cubos, tirando as sementes, e leve para cozinhar com a água. Quando começar a ferver, adicione o açúcar e as especiarias.

Deixe ferver, mexendo de vez em quando, por pelo menos 1 hora, até que o tomate esteja parcialmente desfeito e a água tenha secado quase completamente. Se quiser deixar mais tempo, vá acrescentando água. Uma vez cozinhei por 5 horas essa maravilhosa geleia e foi a melhor de todos os tempos, fica ai a dica.

Pimenta em Conserva (Picles)

Aqui em casa amamos coisas em conserva. Qualquer coisa que vá estragar, idealmente, vira conserva. Se não for pra picles vai pra um arroz, mas não vem ao caso O fato é: amamos picles.

E o sonho do Felipe sempre foi que eu fizesse um picles de pimenta pra ele. Normalmente sobra muita aqui em casa quando fazemos comida mexicana ou algum prato que leve ela fresca, então eu sempre tive motivos de sobra pra fazer. Demorou. Ele precisou encontrar uma pimenta jalapeño pra me convencer. Levou tempo, mas valeu a pena esperar.

E agora eu compartilho com vocês essa maravilha, feita com pimentas inteiras e que só te pede um mês da sua paciência depois de feita, pra ficar perfeita.

Continuar a ler

Pão de Hambúrguer

Achei que já era hora de ensinar essa receita aqui. Também acho que já passou do tempo de voltar a postar receitas básicas. Tá certo, você pode me dizer que fazer pão de hambúrguer não é ~básico~ mas pra mim é essencial saber fazer um bom pão pra cada ocasião. E tudo se explicará na quarta-feira. Sério, confia em mim.

Já testei algumas receitas de pão de hambúrguer desde que decidi que amava hambúrguer e fazê-los em casa. Afinal, não é tão fácil assim achar bons pães. Normalmente aqueles de mercado molham com o suco da carne, se desfazem e deixam todo mundo triste. Mas não esse.

Gosto de acreditar que essa é uma receita clássica, digamos, porque é literalmente só o pão. Não é um pão de batata nem nada assim. Eu vi a original aqui e fiz beeeem parecido com ela. Então, mão à obra!

Como fazer pão de hambúrguer

Continuar a ler

Para Começar: Molho com Iogurte

Oi, gente! Finalmente estamos conseguindo organizar as coisas de uma forma linda e maravilhosa para soltar posts bonitos pra vocês. A partir da semana que vem, vamos ter 2 vídeos por semana e isso pra gente está sendo muito muito legal! Estamos felizes de poder fazer isso por vocês.

A receita de hoje é um molho super ultra simples, mas que, sério, vai mudar totalmente o sabor da sua salada de alface sem graça. E a melhor parte é que ele é feito de iogurte então é realmente saudável!

Molho de Iogurte e Limão

Ingredientes:
– 200ml de iogurte natural
– 2 colheres de chá de orégano
– 1/2 dente de alho
– 1 colher de sopa de azeite
– 1/2 limão
– Sal a gosto

Para começar, corte o alho em pedaços bem pequenos. Aqui em casa a gente ama alho, então eu uso 1 dente inteiro nessa receita, mas se você só quiser dar o sabor leve do alho, é melhor usar meio. Outra dica legal é tirar a alma dele. E se você não sabe o que é isso, clica aqui que a gente explicou no video passado!

Depois é só misturar todos os ingredientes em um pote e espremer o suco do limão por cima. Com a ajuda de um garfo bata bem pra que fique uma mistura lisa e tempere com sal a gosto. Pronto, é só servir!

Molho de Iogurte e Limão

Molho de Iogurte e Limão

Molho de Iogurte e Limão

Para Começar: hidratar funghi

Bem, o post de hoje fará muito mais sentido quando a receita de sexta-feira sair, mas vamos lá.
É bem mais normal encontrar por ai o Funghi vendido desidratado do que ele fresco, principalmente porque a conservação fica muito mais fácil, já que cogumelos no geral são extremamente perecíveis.

Essa é a forma básica de hidratá-los pra usar em qualquer receita e eles ficam muito muito saborosos mesmo.

Hidratar Funghi

Ingredientes:
– 50g funghi seco
– Água morna

Coloque o funghi em uma tigela e esquente uma água, sem deixar ferver. Despeje a água até que os seus cogumelos estejam cobertos e espere 20 minutos.

Para usá-lo, esprema o funghi para tirar o excesso de água e, por favor, não importa o que aconteça, guarde o água que agora é um delicioso caldo de funghi que é a prova de que tudo pode ser lindo. Guarde e sexta-feira você vai entender porquê.

Hidratar Funghi

Hidratar Funghi

Para Começar: Farofa de Beterraba

Para continuarmos o nosso cardápio de domingo passado, esta foi a parte do prato que chamou mais atenção de todo mundo, aquela farofinha rosa em cima da mesa certamente encantou muita gente durante o evento.

Devo dizer que, na verdade, a receita foi inspirada nessa aqui do Presunto Vegetariano (clica aqui pra ver a delicia que era). Eu simplifiquei a original para servir e foi nisso que deu. Essa deliciosa farofa de beterraba que virou um dos meus maiores orgulhos.

Farofa de Beterraba

Ingredientes:
– 1/2 beterraba
– 200g de farinha de rosca crua
– 1/4 de cebola
– Sal e pimenta do reino a gosto

Não tem mistério algum nessa receita. Primeiro, corte a cebola em cubinhos e rale a beterraba naquela parte grossa do ralador, sabe?

Numa frigideira regada de azeite, refogue a cebola por cerca de 2 minutos e entao coloque a beterraba, deixando que ela frite bem e solte bastante a cor.
Depois disso, coloque a farinha e tempere com sal e pimenta. Deixe que a farinha cozinhe um pouco, até ficar levemente dourada.

Farofa de Beterraba

Farofa de Beterraba

Para Começar: Creme de Confeiteiro

Existe uma grande e única mística ao redor do creme de confeiteiro e eu nunca entendi bem porquê. Tá certo que é uma receita delicada e que precisa de muitos cuidados, mas não é tão difícil de fazer.

Eu acho que por rechear tantas coisas maravilhosas e francesas como bombas, folheados e tortinhas, dá um medo de fazer. Além disso, é claro, é uma das camadas daquele bom e velho pavê que seu tio engraçadinho sempre dá um jeito de estragar.

Mas vocês vão ver que é fácil e, se você ainda assim ficar nervoso demais pra tentar, no vídeo dessa sexta a gente vai prepará-lo!

Creme de Confeiteiro

Ingredientes:
– 2 gemas
– 3 colheres de sopa de açúcar
– 1 colher de sopa de maizena
– 200ml de leite
– 1 colher de café de essência de baunilha
– 1 colher de sopa de manteiga sem sal

Os ortodoxos dirão que é obrigatório usar a fava da baunilha pra essa receita. É bem verdade que com a fava ela vai ficar melhor, mas como muitas vezes eu não tenho dinheiro pra comprá-la e outras vezes não acho, eu faço essa versão.

Comece separando as gemas das claras (guarde-as para fazer omelete). Adicione o açúcar às gemas e bata até esbranquiçar. Se você tiver um fouet é o mais indicado pra isso.
Coloque a maizena e continue a mexer, até que o creme fique bem fofinho e quase branco.

Leve para ferver o leite e a essência de baunilha, olhando sempre pra não fazer a maior sujeira do universo.

Peça ajuda de alguém e, batendo a mistura das gemas, adicione aos poucos o leite. Sim, tem que bater com vontade e, sim, tem que jogar o leite aos poucos se não sua gema vai cozinhar e ficar tipo ovo cozido.

Volte a mistura para o fogo e mexa com um fouet até engrossar.
Depois que tirar, espere esfriar por 10 minutos, adicione a manteiga e bata novamente. A manteiga serve para dar brilho e uma textura diferente ao creme de confeiteiro!

CremeConfeiteiro02

CremeConfeiteiro03