Pão de Hambúrguer

Achei que já era hora de ensinar essa receita aqui. Também acho que já passou do tempo de voltar a postar receitas básicas. Tá certo, você pode me dizer que fazer pão de hambúrguer não é ~básico~ mas pra mim é essencial saber fazer um bom pão pra cada ocasião. E tudo se explicará na quarta-feira. Sério, confia em mim.

Já testei algumas receitas de pão de hambúrguer desde que decidi que amava hambúrguer e fazê-los em casa. Afinal, não é tão fácil assim achar bons pães. Normalmente aqueles de mercado molham com o suco da carne, se desfazem e deixam todo mundo triste. Mas não esse.

Gosto de acreditar que essa é uma receita clássica, digamos, porque é literalmente só o pão. Não é um pão de batata nem nada assim. Eu vi a original aqui e fiz beeeem parecido com ela. Então, mão à obra!

Como fazer pão de hambúrguer

Continuar a ler

Anúncios

Para Começar: Molho com Iogurte

Oi, gente! Finalmente estamos conseguindo organizar as coisas de uma forma linda e maravilhosa para soltar posts bonitos pra vocês. A partir da semana que vem, vamos ter 2 vídeos por semana e isso pra gente está sendo muito muito legal! Estamos felizes de poder fazer isso por vocês.

A receita de hoje é um molho super ultra simples, mas que, sério, vai mudar totalmente o sabor da sua salada de alface sem graça. E a melhor parte é que ele é feito de iogurte então é realmente saudável!

Molho de Iogurte e Limão

Ingredientes:
– 200ml de iogurte natural
– 2 colheres de chá de orégano
– 1/2 dente de alho
– 1 colher de sopa de azeite
– 1/2 limão
– Sal a gosto

Para começar, corte o alho em pedaços bem pequenos. Aqui em casa a gente ama alho, então eu uso 1 dente inteiro nessa receita, mas se você só quiser dar o sabor leve do alho, é melhor usar meio. Outra dica legal é tirar a alma dele. E se você não sabe o que é isso, clica aqui que a gente explicou no video passado!

Depois é só misturar todos os ingredientes em um pote e espremer o suco do limão por cima. Com a ajuda de um garfo bata bem pra que fique uma mistura lisa e tempere com sal a gosto. Pronto, é só servir!

Molho de Iogurte e Limão

Molho de Iogurte e Limão

Molho de Iogurte e Limão

Para Começar: Creme de Confeiteiro

Existe uma grande e única mística ao redor do creme de confeiteiro e eu nunca entendi bem porquê. Tá certo que é uma receita delicada e que precisa de muitos cuidados, mas não é tão difícil de fazer.

Eu acho que por rechear tantas coisas maravilhosas e francesas como bombas, folheados e tortinhas, dá um medo de fazer. Além disso, é claro, é uma das camadas daquele bom e velho pavê que seu tio engraçadinho sempre dá um jeito de estragar.

Mas vocês vão ver que é fácil e, se você ainda assim ficar nervoso demais pra tentar, no vídeo dessa sexta a gente vai prepará-lo!

Creme de Confeiteiro

Ingredientes:
– 2 gemas
– 3 colheres de sopa de açúcar
– 1 colher de sopa de maizena
– 200ml de leite
– 1 colher de café de essência de baunilha
– 1 colher de sopa de manteiga sem sal

Os ortodoxos dirão que é obrigatório usar a fava da baunilha pra essa receita. É bem verdade que com a fava ela vai ficar melhor, mas como muitas vezes eu não tenho dinheiro pra comprá-la e outras vezes não acho, eu faço essa versão.

Comece separando as gemas das claras (guarde-as para fazer omelete). Adicione o açúcar às gemas e bata até esbranquiçar. Se você tiver um fouet é o mais indicado pra isso.
Coloque a maizena e continue a mexer, até que o creme fique bem fofinho e quase branco.

Leve para ferver o leite e a essência de baunilha, olhando sempre pra não fazer a maior sujeira do universo.

Peça ajuda de alguém e, batendo a mistura das gemas, adicione aos poucos o leite. Sim, tem que bater com vontade e, sim, tem que jogar o leite aos poucos se não sua gema vai cozinhar e ficar tipo ovo cozido.

Volte a mistura para o fogo e mexa com um fouet até engrossar.
Depois que tirar, espere esfriar por 10 minutos, adicione a manteiga e bata novamente. A manteiga serve para dar brilho e uma textura diferente ao creme de confeiteiro!

CremeConfeiteiro02

CremeConfeiteiro03

Omelete

Pode ser que você pense que todas as receitas de segunda são nosso almoço de domingo, mas isso quase nunca é verdade. Só que dessa vez, acordamos ontem com vontade de comer omelete e pensamos que essa poderia ser a receita de hoje.

Afinal, quem não ama omelete, não é?
A menos que você seja uma dessas pessoas que não gosta de ovos (e se for por favor me explica porquê você não gosta já que isso é um grande mistério pra mim).

Vamos lá que já é hora de almoçar de novo e um omelete até que cairia bem.

Omelete

Ingredientes:
– 2 ovos
– 1 colher de sopa de água
– Sal e pimenta do reino a gosto

Primeiro quebre os dois ovos em uma tigela, coloque a água e bata com um garfo até ficar homogêneo. Tempere com sal e pimenta e misture mais uma vez.

Esquente uma frigideira grande (é sério ela tem q estar realmente quente) e coloque a mistura de ovos nela.

Espere que eles tenham fritado um pouco para adicionar o recheio que quiser. Ele deve ser colocado só em uma das metades do disco de omelete.
Nós colocamos queijo prato, blanquet e ervilhas, mas você pode realmente colocar qualquer coisa que queira.

Dobre o omelete, fechando-o e espere o recheio derreter. Coma rápido porque quanto mais quente melhor!

Omelete

Omelete

Omelete

Para Começar: Ganache de Chocolate

O maravilhoso mundo da confeitaria. Quem não o entende pode odiá-lo, mas certamente mesmo essa pessoa ama comer doces. Como eu sei disso? Porque sobremesas e doces melhoram a vida de todo mundo, não importa quão ruim seu dia esteja, um docinho sempre ajuda a melhorar!

Ganache01
E nada mais justo que começar do começo para essa linda jornada que é a confeitaria. Então vamos começar fazendo ganache de chocolate que é boa até pra comer pura e pode ser usada pra rechear bolos e deixar tudo uma delicia. Ganache de Chocolate

Ingredientes:
– 200g de chocolate em barra
– 100ml de creme de leite

Bem, eu gosto de manter essa proporção independente do tipo de chocolate que eu use porque eu gosto da minha ganache mais durinha. Se você quiser uma ganache mais mole, é só colocar mais chocolate pra essa quantidade de creme de leite. Derreta o chocolate em banho-maria. É importante se certificar que não restará nenhuma pedrinha e também tomar cuidado para não queimá-lo. A água do banho-maria nunca deve ferver e tudo ficará mais fácil! Depois, com o chocolate ainda quente, adicione o creme de leite e mexa com vigor até que mude de consistência.

Ganache02

Para começar: Tomate sem Pele

Você, jovem cozinheiro que sempre foi ao mercado e viu aquelas latas de tomate sem pele e se perguntou como eles poderiam possivelmente descascar o tomate e que tinha como sonho de vida aprender a fazer isso: seus problemas acabaram!

E se você acha fantástico que o tomate fique sem pele, mas não faz a menor ideia de como usá-lo, aqui vão minhas dicas.
Na alta gastronomia, o tomate nunca é usado com a pele dele e a técnica que ensino hoje é justamente para manter o tomate cru. Assim você pode fazer uma salada ou preparos onde o tomate seja usado cru.
Ele também é usado no preparo do tomate confit e para preparar molhos, pois assim é possível ter uma unidade maior no preparo.

Ou seja, tudo fica mais refinado e você pode se exibir pros seus amigos!

Tomate sem Pele

Ingredientes:
– Tomates maduros
– Panela com água fervente
– Uma tigela com água fria
– Faca pequena e afiada

Comece, é claro, colocando a água para ferver. É importante que ela esteja realmente borbulhando.

Enquanto isso, tire a bolinha marrom do tomate (aquele em que vem presas folhinhas de vez em quando). É só você enfiar uma faquinha e ir girando com cuidado, ela vai sair bem fácil!
Faça também uma marca em cruz na parte de baixo do tomate. É importante só marcar ele mesmo, sem afundar muito o corte.

Quando a água estiver fervendo, coloque o tomate dentro dela com a ajuda de uma escumadeira e conte 10 segundos. Assim que retirar os tomates da água, deixe-os na água gelada até que deem uma esfriada, para pararem de cozinhar.

Com a ajuda da faca comece a puxar a pele do tomate pela cruz feita na parte de baixo dele. Ela deve estar soltando com certa facilidade, mas limpar todo o tomate é uma questão de prática mesmo, é só ir fazendo com calma que você vai conseguir, sério!

Não tem complicação não é? E qualquer duvida eu estou aqui!

Tomate sem Pele

 

Tomate sem Pele

Para começar: manteiga clarificada ou não?

Pode parecer complicado, mas não é. Escolher entre clarificar ou não a manteiga (e se você não sabe fazer isso é só clicar aqui) não é difícil e se você quer criar a sua receita ou mesmo mudar uma que você já viu é preciso saber disso.

Manteiga1

Para que eu possa te explicar isso, é melhor entender o que é manteiga clarificada no post que fizemos aqui.

A manteiga que nós compramos no mercado é composta de leite e de outras coisas para dar liga à gordura. Quando fazemos bolos, cupcakes e coisas onde a manteiga não é o personagem principal, isso é ótimo. Aprendemos a fazer as receitas contando com essas “impurezas” e, por isso, usar manteiga clarificada nesses casos pode ser um pouco complicado.
Isso quer dizer que se você não precisa da aparência linda e translúcida da manteiga clarificada pode (e muitas vezes deve) sem problemas usá-la da forma como compramos.

Manteiga Clarificada

Só que se você precisa de um aspecto sem essas chamadas impurezas, se a manteiga será usada apenas como gordura da receita e você quer que ela seja como um azeite (só que muito mais gostoso), é preciso clarificá-la.
Não entendeu? Clica aqui pra ver a receita do Pommes Anna que fizemos com a manteiga clarificada.
Isso quer dizer que se você precisa ressaltar o ingredientes e a manteiga não será transformada na própria receita, use o processo de clarificar.

Eu disse, lá no começo, parece difícil mas na verdade é bem simples depois que entendemos.

Manteiga Clarificada ou não?