Cheesecake Congelada

É um fato: está um calor dos infernos em todos os lugares. E às vezes é preciso parar com essa mania saudável pra comer algo verdadeiramente delicioso e que ainda seja refrescante. Eu sei, parece uma equação impossível de resolver se não através de um sorvetinho no final da tarde. Mas e se eu dissesse que dá pra fazer diferente?

A verdade é que eu nem sou a maior fã de sorvetes desses que compra em mercado. Na maioria das vezes eles acabam tendo um gosto de leite bem padrão e nem são tão refrescantes assim. Ai eu parei e pensei: qual a minha sobremesa preferida de todos os tempos? Isso mesmo, cheesecake. E foi só achar uma forma de congelar sem que ela estragasse.

Por que não chocolate e café pra deixar todo mundo mais feliz? Essas são as únicas formas possíveis de tomar café em janeiro. Ou dentro do ar condicionado é claro.

Continuar a ler

Anúncios

Salada de Farfalle

Primeiro post de 2015 e o que eu tenho pra dizer pra vocês é apenas uma coisa: tá um calor do inferno. Se por acaso você discordar de mim, me diga onde você mora e vou te visitar nesse exato instante (tem que ser no Brasil). Tá tanto mas tanto calor que eu só consigo pensar em comer coisas frescas, leves e cheias de legumes pra não encher demais a barriga.

É o que eu gosto de chamar de ser saudável por necessidade térmica. Note que eu tentei pensar em um nome mais legal e engraçado, mas o calor me impediu de fazer isso também.

Não tem muito segredo, o grande lance dessa salada de massa é que ela vai te alimentar e te deixar feliz porque não vai te encalorar igual ao delicioso macarrão com molho de queijo que tanto amamos.

Continuar a ler

Red Velvet

Faltam só 2 dias para a Ceia de Natal e eu me sinto na obrigação moral de escrever um post sentimental. Desculpa, mas é assim que eu sou. Eu sempre tive muito, muito ciúme dessa receita.
Acho que principalmente porque eu simplesmente sei que é uma das minhas melhores receitas.

Mas aí esse ano foi tão irado, tão especial pra mim de todas as formas e tanto por causa de vocês que nos acompanham e assistem que eu cheguei a conclusão que essa era a MINHA receita. Um bolinho vermelho, tão pequeno e aveludado, recheado e coberto de um creme de cream cheese que parece impossível de melhorar. Essa é, sem dúvida, a melhor forma de agradecer a vocês: dando, passo a passo, essa receita.

Desde que eu me entendo por gente, pra falar a verdade, odeio Natal. Quando era criança curtia os presentes, mas os natais pareciam sempre mais pra comer do que qualquer outra coisa (gulosa, eu?). Não sei explicar por quê não gostar dessa data tão linda e cheia de luzes e coisas fofas.

Continuar a ler

Rabanadas da Vovó Lolô

Pra mim, só é Natal quando eu entro na cozinha da minha vó e vejo ela preparando as rabanadas. Só é hora de colocar a roupa bonitinha e separar os presentes pra entregar quando eu sinto o cheiro do pão fritando e do açúcar com canela derretendo por cima dele.

Sim, minha vó faz as melhores rabanadas do mundo. Não, não é nada diferente das suas, exceto por alguns pequenos e lindos detalhes que deixam a rabanada dela ser a melhor do mundo.

E como eu amo rabanadas. De café da manhã no dia 25 talvez elas fiquem ainda mais deliciosas do que na noite de Natal. Aliás, por que a gente não faz rabanada sempre mesmo?

Continuar a ler

Peru de Natal

Chegamos ao ponto sem retorno. Quando já não tem mais como desistir de zerar a Ceia, aquela hora que você olha seu Peru pronto e pensa: este é o melhor que eu poderia ter feito.

Além disso, é claro, o que seria sua noite de Natal sem um delicioso Peru de Natal? E aí talvez você esteja pensando que todos que você já comeu eram secos e pareciam ter sido esquecidos no forno por muitos e muitos anos, desde o Natal anterior, e vai me dizer que não gosta tanto assim de Peru.

Essa receita surgiu porque na minha família também tínhamos esse problema. Quando ele não ficava seco, ficava meio sem graça e sem gosto. Então eu pensei: por que não cozinhar um peru com uma calda de cerveja defumada? Ela daria a ele sabor de carnes deliciosas. Mas e se eu colocasse também um pouco de mostarda Dijon? O sabor dela é tão característico que aumentaria, junto com a laranja, a acidez e ainda daria o toque que só ela poderia dar. E por último, mas não menos importante, por que não colocar mel? Só ele poderia caramelizar essa delícia e dar a doçura que compensa a acidez e que combina com a carne da ave.

E foi o que eu fiz. Aqui está a melhor receita de todos os tempos. Pelo menos pra mim.

Continuar a ler

Moon Pies

Ah, a maravilhosa vida dos doces americanos. Se tem uma coisa que esse povo sabe fazer é doce. Na verdade verdadeira, eu acho que eles têm umas das cozinhas mais iradas no mundo inteiro, mas isso é papo pra outro post.

O que importa é que está chegando as ~festas de final de ano~ e lá a temporada é aberta com o Thanksgiving. Como nunca fui a um, não conheço ninguém que possa me contar detalhamente quão delicioso é o peru feito (afinal o Felipe é vegetariano, apesar de já ter passado uma temporada lá), escolhi fazer uma receita linda, charmosa e deliciosa para homenagear este dia tão lindo.

Moon Pies, ou tortinhas da lua – que nome mais lindo ❤ – são docinhos tipicos do Sul dos Estados Unidos e as crianças comem muitos, que são vendidos em muitas lojas. A ideia aqui foi fazer uma versão caseira deles para alegrar todo mundo. Digamos que elas são versão americana do alfajor, recheadas de marshmallow e cobertas de chocolate. Tem como dar errado? Não, não tem.

Continuar a ler

Sorbet de Morango

Pouco a pouco se aproxima a época do ano que eu mais odeio. Aquela belissima e sensual temporada onde todos querem mostrar seus corpitchos e pegar um bronzeado na praia mais próxima (mesmo que isso, aqui em São Paulo, queira dizer literalmente VIAJAR até a praia mais próxima).

Toda e qualquer desculpa para dar “aquele mergulho”, pelo menos da onde eu vim, se torna válida. Toda. Mesmo.

Claro que eu não poderia culpar meus queridos cariocas já que lá as portas do inferno se abrem. Sim, gente, estou falando do verão! Me critiquem o quanto quiserem, mas eu detesto essa época. Por que vocês querem ficar suando? A minha regra máxima do verão é ficar para em frente ao ventilador, o mais estável possivel, respirando lentamente e, claro, tomando um sorvete ou uma cerveja gelada.

Foi nas minhas buscas para sobreviver a este verão que chega e já começa a dar o ar de sua graça que achei essa receita, lá no Food52 (que alias todos vocês deveriam ir conhecer). Então, goste você de calor e de praia ou não, esse sorbet de morangos vai deixar sua vida mais feliz em janeiro – ou até mesmo agora, por que não?

Continuar a ler