Omelete de Forno

A bem da verdade que essa receita era pra ser muito MUITO mais simples do que terminou sendo. Não no sentido de dificuldade, mas de como ela ia ficar no final das contas. Eu fiz já preparada para ter que pensar em algo melhor e, de repente, ficou tão linda e maravilhosa que nem acreditei!

Ai, como eu amo receitas assim ❤

E aí surgiu o nosso quase-souffle super simples e rápido de fazer que só posso dizer que estou muito feliz de poder compartilhar com vocês porque poderia viver dele! Então vamos lá!

omelete de forno (souffle)

Ingredientes:
– 8 ovos grandes
– 1 pitada de cominho em pó
– Sal e pimenta do reino à gosto
– 100g de tomate cereja
– 50g de azeitonas verdes sem caroço
– 50g de mussarela de búfala
– 1 xícara de folhas de espinafre

Para começar, quebre os ovos em uma tigela e bata bastante com um fouet, para formar bastante espuma (é isso que vai fazer o omelete crescer e virar um souffle). Tempere com o cominho, sal e pimenta do reino.

Adicione os tomates, as azeitonas, a mussarela e o espinafre e bata mais um pouco.

Com a ajuda de uma concha, coloque a massa em ramequins (ou algum outro potinho que possa ir ao forno). No nosso caso renderam 5 porções.

Leve em forno pré-aquecido a 200 graus até que tenham crescido e os ovos estejam cozidos. Sirva em seguida!

omelete de forno (souffle) omelete de forno (souffle)

Anúncios

Bolinho de Batatas

É sempre muito bom quando uma receita envolve batatas. As chances dela dar certo para todos nós aumenta em pelo menos 50%, já que batatas são vida. Mas legal, isso todo mundo já sabe né… Então eu tô sempre tentando criar novas coisas com batatas porque sou realmente apaixonada por elas (vide a quantidade de vezes que essa palavra apareceu nas ultimas frases).

Foi ~navegando na internet~ que eu encontrei a inspiração perfeita para a receita dessa segunda-feira-pós-feriado-que-sempre-nos-enche-de-preguiça. Queria dizer pra todo mundo que essa é uma daquelas maravilhas praqueles dias que você quer comer algo bem bem gostoso, que não dê trabalho e que seja frito porque fritura é alegria.

Continuar a ler

Salada Rústica

Fazemos muitas coisas que, sem querer, são saudáveis. Realmente, assim, displicentemente acabamos acertando no alvo. Mas confesso que, dessa vez, fiquei um pouco nervosa.

Quando a Camilla e o Vitor chamaram a gente pra gravar com eles, sedentária que sou, fiquei mais tensa que o normal, achei que nunca conseguiria criar uma salada para impressioná-los e que fosse, realmente, prática e fácil de fazer no dia a dia.

Mas eu consegui! Fiz um prato lindo, colorido, leve e gracioso para você levar pra onde quiser (ou até mesmo usar de entrada para aquele risotto show de bola que você vai comer depois). Ai, desculpa, mas agora fiquei desejando a salada e o risotto.

Sou gordinha de alma, não tem jeito mesmo. Mas vocês deveriam conhecer o canal desses dois lindos que fazem várias aulas legais de coisas loucas pra convencer você que alguma coisa você tem que encontrar afinal ninguém merece não fazer nada e só ficar comendo salada e risotto.

Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula

Ingredientes:
– 5 folhas de alface crespa
– 1/2 maço de agrião
– 100g de queijo brie
– 1/2 xícara de grão de trigo cozido
– 1 cebola roxa
– 1 cenoura média
– 3 colheres de sopa de azeitonas verdes
– 1/2 abacate
– Punhado de moyashi (broto de feijão)
– 10 nozes

Para o molho:
– 3 partes de azeite
– 1 parte de limão
– Sal e pimenta do reino à gosto

O bom é que para fazer saladas não é necessário muitas habilidades culinárias, então não tem como arrumar desculpas!

Comece rasgando as folhas de alface em uma tigela e misture com as folhas de agrião. Corte o queijo em cubinhos e a cebola em tiras e coloque junto com as folhas.

Rale a cenoura e junte na tigela e corte o abacate em cubinhos (é legal ele não estar completamente maduro pra não se desfazer na salada!), com as azeitonas, as nozes quebradas e o moyashi.

Misture tudo e reserve.

Para o molho, misture o azeite, o limão e tempere com sal e pimenta. Bata com um garfo para juntar tudo e jogue por cima da salada. Sirva em seguida.

Essa receita rende 5 porções!

Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula

Queijos Quentes do Food Truck: A Batalha

Foi muito amor. Isso foi o que recebemos por ter tanta gente linda que nos acompanha assistindo o programa sexta-feira. E isso é, sinceramente, muito, infinitamente mais importante do que qualquer dinheiro que podíamos ganhar.

Recebemos um carinho imenso da produção durante as gravações e ver que tudo ficou lindo e que parece que foi tão simples e sem nenhuma correria é fantástico! Quando aceitamos participar, desde lá o começo (e isso aconteceu em Setembro), eu já tinha dito: eu vou porque amo cozinhar.

E fui. Pra ganhar também, é lógico, mas principalmente pra fazer todo mundo que esteve ali, ao meu redor, sorrir. E pra fazer vocês entenderem mais um pouco quem sou eu e o quanto eu sou completamente apaixonada por fazer comida. Simples assim.

Quando cheguei lá e soube que seria Bacon tudo que eu consegui pensar, naquele pouco tempo que tinha, foi que eu ia conseguir (ainda bem!) cozinhar o que acredito que nasci pra cozinhar na rua: queijo quente. E pode parecer estranho, mas é isso que me encanta. Dois pedaços de pão, recheados com o que quisermos e com a combinação de sabores certo algo ridiculamente simples passa a ser, assim, um pedacinho de alegria a cada mordida.

Então é isso, vocês pediram e depois de me ver na TV, me envolver de novo, ficar com pena de mim de novo e ver de novo o quanto eu realizei meu sonho estando dentro daquele Truck (pra quem trabalha com uma chapa que cabem 4 queijos quentes de repente ter uma em que cabiam, mais ou menos, 15 deles foi nada além de mágico) e me divertindo ao lado das pessoas que amo, eu não tinha como negar.

Aqui vão as duas receitas que nos fizeram perder o dinheiro, mas ganhar tantas outras coisas e tanto carinho e tanta experiência e tanta risada que isso que passou a importar. Espero, de verdade, que gostem!

Continuar a ler

Ovos ao Forno

Estamos aqui de volta como bons amantes de ovos que somos. A verdade é que talvez o quanto gostamos de ovo por aqui seja até um caso a ser estudado.

Mas esse amor todo me levou à começar a testar diversas coisas com ovos (sem ser bolos tá? que bolo não conta porque não tem gosto de ovo e nem o ovinho bonitinho lá, amarelinho e te seduzindo). Essa foi feita no dia 01 de janeiro de 2015. Sim, depois da noite de Ano Novo foi a primeira coisa que cozinhei, com todo amor e carinho, para meu amado que vocês já estão cansados de conhecer.

Foi aprimorando a primeira receita que fiz no ano que cheguei a esta que hoje lhes apresento. E se eu fosse você eu faria hoje ainda ou amanhã de manhã pra curar aquela ressaca braba que eu sei que vai te alcançar em algum momento da sua vida. Lembre-se de mim. E da receita, porque ela é sempre mais importante.

Continuar a ler

Chili de Quinoa

Ultimamente tenho realizado muitos desejos culinários do Felipe. É incrível mas descobri que todos esses desejos também eram meus e eu não sabia. Não é fofo? Ou talvez eu só goste muito MUITO de comer qualquer coisa que fique deliciosa (e se você não gosta, provavelmente nem deveria estar lendo isso)!

A ideia desse post surgiu porque um amigo meu me disse que nunca tinha comido um chilli bom e cremoso aqui, só viajando. Ou algo mais ou menos assim. O que importa é que, bem, eu adoro um desafio e no fundo no fundo eu acho que minha cara diz isso pra todas as pessoas que passam por mim.

E com esse chilli não foi diferente. Aceitei o desafio e diria até que o superei, já que consegui fazer um belissimo chilli VE GA NO. Obrigada a todos os envolvidos, aos ingredientes e principalmente ao fogão porque às vezes é realmente necessário deixar algo cozinhando por 3 horas.

Chili de Quinoa (Vegano)

Ingredientes:
– 400g de feijão marrom cozido
– 1/2 xícara de quinoa
– 4 tomates
– 1 lata de tomate sem pele
– 1 cebola
2 pimentas jalapeño em conserva (receita aqui!)
– 2 dentes de alho
– 1 colher de sopa de cacau em pó
– 1 colher de chá de mel
– 1 colher de chá de páprica
– 1/2 colher de chá de cominho
– 1 pitada de sal
– 1 colher de chá de molho de pimenta

Comece cortando a cebola em cubinhos e os dentes de alho bem picadinhos. Corte também os tomates, com as polpas, e reserve.

Aqueça uma panela com óleo e refogue a cebola e o alho. Em seguida, adicione os tomates e deixe refogar por 2 minutos. Coloque a lata de tomate sem pele e mais uma vez a quantidade dela de água. Enquanto essa mistura aquece, corte as pimentas jalapeño até quase formarem uma pastinha.

Adicione à panela a quinoa e o feijão e mexa bem. Coloque o cacau em pó, o mel, a páprica, o cominho e o molho de pimenta. Mexa e adicione a pimenta e o sal, mexa novamente.

O cacau é usado, nesse caso, para dar cor ao chili e evitar que ele fique ácido demais (também é trabalho do mel fazer isso!).

Tampe a panela e deixe cozinhar por 15 minutos. Volte e complete com mais 300ml de água. Tampe e deixe cozinhar por 3 horas, mexendo de vez em quando. Se a sua panela, assim como a nossa, for de inox, você vai precisar ficar de olho porque a tendência é que a quinoa e o feijão desçam e grudem no fundo, então é necessário ficar mexendo.

Aqui em casa deixamos ela ligada até começar a ferver, mexendo sempre, assim que isso acontecia, desligávamos e tampávamos e deixamos quieto por 10 minutos. Fizemos isso muitas vezes. Se sua panela tiver antiaderente será bem mais tranquilo.

Essa receita rende muito MUITO chili. E se você quiser saber como comer é só clicar aqui pra aprender a fazer umas tortillas lindas e maravilhosa.

Chili de Quinoa (Vegano) Chili de Quinoa (Vegano) Chili de Quinoa (Vegano)

Pastinhas para Receber Amigos

Eu gosto muito dos meus amigos. Verdade, gosto mesmo deles. E toda vez que recebo alguns na minha casa não fico satisfeita em “cada um traz sua cerveja”. Pra mim isso não é suficiente porque acho que se são meus amigos tem alguma expectativa em relação à mim. Visto que estudo gastronomia, trabalho com isso e mantenho esse lindo blog com (pelo menos) duas receitas semanais. Seria realmente uma sacanagem da minha parte.

Mas a verdade é que nem sempre eu to tããão afim assim de fazer algo super ultra mega hiper trabalhoso e é nessas horas que essas duas receitas (e tantas outras de pastinhas e dips e essas delicias da vida) entram em ação para deixar meus amigos felizes – e eu também.

Estava pra fazer esse queijo já há muito tempo, mas não ia colocar aqui não. Só que aí eu tive a ideia da pastinha de azeitona com manjericão e pensei que seria uma injustiça com vocês guardar essas receitas tão belas pra mim.

E se você não aguenta pensar em ver seus amigos porque ainda tá de ressaca do Carnaval, não tem problema! Faz só pra você e come tudo sozinho. Tudo ficará bem em um futuro próximo. Prometo.

Continuar a ler