Salada Rústica

Fazemos muitas coisas que, sem querer, são saudáveis. Realmente, assim, displicentemente acabamos acertando no alvo. Mas confesso que, dessa vez, fiquei um pouco nervosa.

Quando a Camilla e o Vitor chamaram a gente pra gravar com eles, sedentária que sou, fiquei mais tensa que o normal, achei que nunca conseguiria criar uma salada para impressioná-los e que fosse, realmente, prática e fácil de fazer no dia a dia.

Mas eu consegui! Fiz um prato lindo, colorido, leve e gracioso para você levar pra onde quiser (ou até mesmo usar de entrada para aquele risotto show de bola que você vai comer depois). Ai, desculpa, mas agora fiquei desejando a salada e o risotto.

Sou gordinha de alma, não tem jeito mesmo. Mas vocês deveriam conhecer o canal desses dois lindos que fazem várias aulas legais de coisas loucas pra convencer você que alguma coisa você tem que encontrar afinal ninguém merece não fazer nada e só ficar comendo salada e risotto.

Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula

Ingredientes:
– 5 folhas de alface crespa
– 1/2 maço de agrião
– 100g de queijo brie
– 1/2 xícara de grão de trigo cozido
– 1 cebola roxa
– 1 cenoura média
– 3 colheres de sopa de azeitonas verdes
– 1/2 abacate
– Punhado de moyashi (broto de feijão)
– 10 nozes

Para o molho:
– 3 partes de azeite
– 1 parte de limão
– Sal e pimenta do reino à gosto

O bom é que para fazer saladas não é necessário muitas habilidades culinárias, então não tem como arrumar desculpas!

Comece rasgando as folhas de alface em uma tigela e misture com as folhas de agrião. Corte o queijo em cubinhos e a cebola em tiras e coloque junto com as folhas.

Rale a cenoura e junte na tigela e corte o abacate em cubinhos (é legal ele não estar completamente maduro pra não se desfazer na salada!), com as azeitonas, as nozes quebradas e o moyashi.

Misture tudo e reserve.

Para o molho, misture o azeite, o limão e tempere com sal e pimenta. Bata com um garfo para juntar tudo e jogue por cima da salada. Sirva em seguida.

Essa receita rende 5 porções!

Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula

Anúncios

Peru de Natal

Chegamos ao ponto sem retorno. Quando já não tem mais como desistir de zerar a Ceia, aquela hora que você olha seu Peru pronto e pensa: este é o melhor que eu poderia ter feito.

Além disso, é claro, o que seria sua noite de Natal sem um delicioso Peru de Natal? E aí talvez você esteja pensando que todos que você já comeu eram secos e pareciam ter sido esquecidos no forno por muitos e muitos anos, desde o Natal anterior, e vai me dizer que não gosta tanto assim de Peru.

Essa receita surgiu porque na minha família também tínhamos esse problema. Quando ele não ficava seco, ficava meio sem graça e sem gosto. Então eu pensei: por que não cozinhar um peru com uma calda de cerveja defumada? Ela daria a ele sabor de carnes deliciosas. Mas e se eu colocasse também um pouco de mostarda Dijon? O sabor dela é tão característico que aumentaria, junto com a laranja, a acidez e ainda daria o toque que só ela poderia dar. E por último, mas não menos importante, por que não colocar mel? Só ele poderia caramelizar essa delícia e dar a doçura que compensa a acidez e que combina com a carne da ave.

E foi o que eu fiz. Aqui está a melhor receita de todos os tempos. Pelo menos pra mim.

Continuar a ler

Pad Thai

Há algum tempo venho me prometendo (e prometendo ao Felipe) que chegaria o dia em que eu tentaria fazer Pad Thai. Nunca pesquisei muito sobre ele, mas de tanto ouvir falar estava com uma vontade de comer inexplicável. A verdade é que mesmo depois de ler as receitas eu pensava que seria algo parecido com a vibe do Yakissoba. Mas eu me enganei. É totalmente diferente e incrivelmente delicioso.

O processo de criação de todas as receitas que faço costuma ser rápido, é como se eu tivesse a ideia, procurasse receitas base em livros ou na internet e criasse em cima disso, de acordo com a minha ideia original, mas dessa vez foi um pouco diferente. Sempre que vou fazer pratos clássicos de algum lugar é assim.

Minha ideia era fazer o tradicional mesmo, mas quando vi que seria impossível achar os ingredientes fora de São Paulo (abençoada seja a Liberdade e toda a sua variedade de produtos do outro lado do mundo), percebi que teria que adaptar. Então, vejam bem, assim surgiu a minha versão do Pad Thai tradicional que, apesar de ter uma semelhança, no final das contas ficou bem diferente.

Continuar a ler

Escondidinho de Frango

Essa é uma das receitas mais comfort food que consigo imaginar, assim, de repente. É otimo pra se sentir abraçado mesmo que ninguém esteja de fato te abraçando, a não ser pela comida.

Esse escondidinho vem acompanhado de um convite: nesse domingo estaremos servindo ele e um outro de carne de sol (<3) no Festival de Comidinhas. Se você é de São Paulo, vem pra Rua Estados Unidos, 1626, das 12h as 19h pra conhecer a gente!

Escondidinho de Frango

Ingredientes:
– 3 batatas médias
– 2 colheres de sopa de manteiga
– 1/2 xícara de creme de leite
– 1/2 copo de proteína de soja
– 1/2 copo de frango picado
– 3 colheres de sopa de extrato de tomate
– 3 colheres de sopa de creamcheese
– 1 cebola grande
– 50g de queijo parmesão
– Água
– Sal e pimenta do reino a gosto

Para começar, coloque as batatas para cozinhar até que estejam macias. Descasque e amasse com a ajuda de um garfo. Em uma panela, coloque as batatas, a manteiga e o creme de leite e misture até ficar cremoso. Coloque sal e pimenta do reino e reserve.

Hidrate a proteína de soja conforme as instruções da embalagem!

Para fazer o recheio eu usei proteina de soja e frango. O processo é o mesmo, só muda esse ingrediente. Para começar, refogue meia cebola em uma frigideira, jogue o frango (ou a proteina) e deixe dourar. Tempere com sal e pimenta.

Em seguida, coloque 1 colher e meia de extrato e mais ou menos meio copo de água. Deixe reduzir um pouco e coloque o creamcheese. Desligue e reserve.

Para montar o escondidinho, coloque uma camada fina de pure em baixo de um recipiente, coloque um pouco de queijo parmesão ralado, o recheio e tampe com mais purê e mais parmesão. Essa receita rendeu duas porções (o purê) e uma porção (os recheios)!

Escondidinho02 Escondidinho03

Mjadra – Arroz com Lentilha

Aprendemos a fazer esse prato com um amigo nosso, o Blinder, e desde a primeira vez sabíamos que a gente ia precisar fazer isso no blog. Na correria de escolher receitas e tentar deixar tudo muito legal pra você, a receita caiu no esquecimento e acabamos não fazendo mais nem aqui em casa.

Mas agora é chegada a hora. Esse arroz com lentilha é tudo que você precisa na sua vida e nem sabia. É uma alegria a cada garfada, especialmente se tiver a coalhada por cima. Vamos logo comer isso porque desde que gravamos ja fizemos de novo aqui em casa. Isso é pra vocês entenderem o amor.

Mjadra - Arroz com Lentilha

Ingredientes:
– 1 xícara de lentilha
– 1 xícara de arroz
– 6 cebolas médias
– 200ml de iogurte natural
– 1/2 limão
– 1 colher de chá de cominho em pó
– 1 colher de chá de açúcar
– Sal e pimenta do reino a gosto.

Comece cozinhando a lentilha conforme as instruções da embalagem. Enquanto isso, corte toda a cebola em meia-lua. É importante que elas sejam finas, mas principalmente que tenham todas a mesma espessura. Escorra a lentilha e reserve.

Em uma panela coberta de azeite, coloque 5 cebolas já cortadas e comece a refogar. Elas vão ficar no fogão por uns 15-20 minutos, até estarem quase em um tom marrom. Esse é o grande lance dessa receita, a cebola queimadinha vai dar um sabor inexplicável pra todo resto.

Coloque dois copos de água dentro da panela das cebolas e deixe cozinhar por 2 minutos. Acrescente o arroz e a lentilha, tempere com o cominho, sal e pimenta do reino. Mexa um pouco e deixe cozinhar.

Enquanto isso, em uma frigideira, coloque a cebola que sobrou e frite até ficar dourada, jogando o açúcar por cima durante o processo.

Para fazer a coalhada, é só jogar o suco do limão no iogurte e mexer, temperando com sal e pimenta em seguida.

Quando o arroz estiver pronto, coloque a coalhada por cima e o crispy de cebola caramelizada pra decorar. Pronto! Ah, essa receita rende para 4 pessoas.

Mjadra - Arroz com Lentilha

Mjadra - Arroz com Lentilha

Mjadra - Arroz com Lentilha

Mjadra - Arroz com Lentilha

Frango Cremoso

De vez em quando a gente consegue lembrar que na verdade esse não é um blog de receitas vegetarianas e aí sai alguma coisa fantástica com carne. O caso é que como moramos só eu e Felipe, em 99% do tempo eu fico com preguiça de cozinhar alguma carne só pra mim, só faço isso quando estou morrendo de vontade de uma.

E aí nós lembramos que poderíamos fazer uma receita de frango, mesmo que para isso o Felipe tivesse que no final comer a pastinha que fizemos sexta-feira (o que não é nenhum sacrifício, já que ela estava uma delicia). Então vamos lá, vamos aprender a fazer frango cremoso!

Frango Cremoso ao Funghi

Ingredientes:
1 xícara de molho branco
– 250g de peito de frango
– 50g de shimeji desidratado ou fresco
– 2 colheres de sopa de salsinha
– Suco de 1/2 limão siciliano
– 4 colheres de sopa de azeitonas
– 3 fatias de pão de fôrma
– Queijo parmesão
– Sal e pimenta do reino a gosto

Comece preparando o molho branco. A receita do nosso é uma delicia e é só clicar aqui pra você ir lá ver! Deixe o molho esfriar.

Se você estiver usando shimeji desidratado igual a mim, é só clicar aqui que a gente te ensina como hidratar ele. E ai você pode guardar um pouquinho da água que vai hidratá-lo pra colocar no seu frango também!

Corte o frango em cubos e se quiser aproveite para cortar o cogumelo em pedaços menores também. Leve para uma frigideira o frango e refogue, adicionando depois o cogumelo e um pouco da água que você usou para hidratá-lo. Retire do fogo e deixe esfriar.

Frango Cremoso ao Funghi

Enquanto o frango esfria, corte a salsa e as azeitonas e depois coloque na frigideira. Esprema também o suco de meio limão siciliano (se você não tiver, pode ser o normal mesmo). Adicione o molho branco e misture até formar um creme.

Corte os pães de fôrma em cubinhos e coloque por cima, ralando o queijo parmesão também.
Leve ao forno pré-aquecido a 220 graus até que o pão fique tostado e o queijo derreta!

Eu comi com pão mesmo, mas você pode servir acompanhado de arroz e uma salada que também fica uma delicia!

Frango Cremoso ao Funghi

Frango Cremoso ao Funghi

Torta Três Queijos

Eu tenho percebido muito que as minhas ideias pra receitas em vídeo as vezes não acabam nunca, mas as vezes parece que eu não tenho nenhuma delas também. E ai quando eu vou olhar meus livros é ótimo porque eu consigo inventar em cima do que está lá, como é o caso da torta de hoje.

Foi com uma inspiração que essa belezinha tá aqui. Com os queijos que estávamos afim de comer, com o meu toque na massa e com alguns ingredientes cortados e outros adicionados pra ela ficar do nosso jeito. Se você for fazer em casa e não quiser esses queijos, troque. Se você quiser fazer um creme de frango ou carne pra rechear, também pode. O importante é você amar o que vai comer.

Torta Três Queijos - Receita

Ingredientes da Massa:
– 500g de farinha de trigo
– 3 colheres de sopa de manteiga
– 1 colher de sopa de gordura vegetal
– 3 ovos
– 1 colher de sopa de fermento quimico
– 5 colheres de sopa de água (se precisar)
– Sal à gosto

Para começar, coloque toda a farinha em uma tigela e faça um buraco no meio. Ponha todos os outros ingredientes, exceto a água, e misture até formar uma massa homogênea. É natural que o aspecto dela seja gorduroso mesmo porque ela é massa de torta.

Você só vai precisar colocar a água se os seus outros ingredientes não se juntarem sozinhos e é por isso que deixamos ela pro final!
Deixe a massa descansando por 30 minutos enquanto você faz o recheio.

Torta Três Queijos - Receita

Ingredientes do Recheio:
– 100g de Parmesão
– 200g de Mussarela
– 150g de provolone
– 200g de creme de leite
– 1 xícara de leite
– 1 alho
– 1 colher de sopa de salsinha
– Sal e pimenta do reino à gosto

Corte os queijos em pequenos bastões. Se preferir, você também pode ralar eles sem problemas.
Leve o alho picadinho para uma panela e deixe refogar até o ponto que você gosta. Adicione o leite e o creme de leite e, em seguida, coloque os queijos e a salsinha. Deixe que derreta até se formar um creme liso.

Para montar a torta, você pode usar um rolo de massa, mas como a gente não tem aqui em casa, eu só fui pressionando ela contra a forma. Enquanto você faz isso, o recheio esfria um pouco pra ele não entrar em contato com a massa muito quente.

Com a forma toda coberta, despeje o recheio e leve em forno pré-aquecido a 200 graus até que esteja tudo dourado.

Lembre que quando você tirar do forno vai parecer que nada vai dar certo, mas é só esperar ela esfriar um pouco que o queijo ganha consistência e tudo ficará bem e todos vão ficar felizes!
Aqui em casa a gente serviu 5 pessoas junto com uma massa que fizemos.

Torta Três Queijos - Receita

Torta Três Queijos - Receita