Mac n’ Cheese de Forno

Quem não ama macarrão bom sujeito não é. E se não gostar de queijo também pode por favor fechar essa aba do seu navegador porque não quero mais ser sua amiga.

Eu sei o que você vai dizer, que todo mundo já fez Mac n Cheese na internet (nós inclusive) e você vai se perguntar porquê resolvemos colocá-lo no forno. Bem, a resposta é simples: porque não há nada que uma crostinha de queijo por cima não melhore. E porque você pode deixar pronto e esquentar na hora do jantar se sua vida for uma loucura igual a nossa.

E aí é que eu te digo: não tem mau humor que esse macarrãozinho show de bola não resolva. Não há fome que ele não mate. Não há saudade de casa que ele não resolva. E eu posso prometer que você não vai se arrepender. Juro juradinho.

Mac and Cheese no Forno

Ingredientes:
– 2 colheres de sopa de manteiga
– 1/2 cebola
– 150g de queijo mussarela
– 100g de queijo provolone
– 400g de creme de leite
– 100ml de água
– 1 colher de chá de páprica doce
– Salsinha a gosto
– 250g de massa conchinha pré-cozida
– 3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
– 3 colheres de sopa de farinha de rosca

Comece refogando a cebola picada na manteiga. Adicione o creme de leite e os queijos e deixe que eles derretam. Coloque a água, a páprica, a salsinha e tempere com sal e pimenta do reino. Deixe cozinhar por 5 minutos.

Adicione a massa à panela e misture. Se a sua panela não puder ir ao forno, transfira a mistura para uma travessa.

Salpique o queijo parmesão e a farinha de rosca e leve ao forno a 200 graus até que doure a parte de cima.

Sirva bem quentinho. Essa receita alimenta 2 pessoas muito famintas ou 3 pessoas normais.
– Sal e pimenta do reino à gosto

Mac and Cheese no Forno Mac and Cheese no Forno

Salada de Farfalle

Primeiro post de 2015 e o que eu tenho pra dizer pra vocês é apenas uma coisa: tá um calor do inferno. Se por acaso você discordar de mim, me diga onde você mora e vou te visitar nesse exato instante (tem que ser no Brasil). Tá tanto mas tanto calor que eu só consigo pensar em comer coisas frescas, leves e cheias de legumes pra não encher demais a barriga.

É o que eu gosto de chamar de ser saudável por necessidade térmica. Note que eu tentei pensar em um nome mais legal e engraçado, mas o calor me impediu de fazer isso também.

Não tem muito segredo, o grande lance dessa salada de massa é que ela vai te alimentar e te deixar feliz porque não vai te encalorar igual ao delicioso macarrão com molho de queijo que tanto amamos.

Continuar a ler

Pad Thai

Há algum tempo venho me prometendo (e prometendo ao Felipe) que chegaria o dia em que eu tentaria fazer Pad Thai. Nunca pesquisei muito sobre ele, mas de tanto ouvir falar estava com uma vontade de comer inexplicável. A verdade é que mesmo depois de ler as receitas eu pensava que seria algo parecido com a vibe do Yakissoba. Mas eu me enganei. É totalmente diferente e incrivelmente delicioso.

O processo de criação de todas as receitas que faço costuma ser rápido, é como se eu tivesse a ideia, procurasse receitas base em livros ou na internet e criasse em cima disso, de acordo com a minha ideia original, mas dessa vez foi um pouco diferente. Sempre que vou fazer pratos clássicos de algum lugar é assim.

Minha ideia era fazer o tradicional mesmo, mas quando vi que seria impossível achar os ingredientes fora de São Paulo (abençoada seja a Liberdade e toda a sua variedade de produtos do outro lado do mundo), percebi que teria que adaptar. Então, vejam bem, assim surgiu a minha versão do Pad Thai tradicional que, apesar de ter uma semelhança, no final das contas ficou bem diferente.

Continuar a ler

Galette de Pimentão

Nos últimos dias eu tomei vergonha na cara de decidi que era hora de voltar a fazer pesquisas de receitas mais do que iradas pra fazer e testar e me tornar uma cozinheira melhor. E é ai que eu comecei a ler meus livros de receitas, ver revistas de gastronomia e procurar em lindos e maravilhosos blogs mais e mais inspirações do que criar.

E como vocês bem sabem eu tenho um amor especial e único por massas em geral. Mas, pra ser sincera, todas as massas com manteiga francesas sempre me encantaram e me assustaram um pouco. Como eu sempre morei em um lugar quente e úmido (aka Rio de Janeiro), acabava ficando extremamente complicado fazer e acertar.

Aproveitando minha mudança para a cidade da garoa que não chove tem 5 meses, decidi tentar fazer alguma delas. Claro, não poderia começar por massa folhada porque eu acho que se eu tenho medo (saco) de fazer, imagina o resto do universo.

Foi durante minhas pesquisas que achei essa maravilhosa massa e manteiga que, para minha surpresa e alegria satisfez meus desejos e derrete na boca e até desfolha, como uma massa folhada. Na verdade o recheio pode ser qualquer coisa que vocês quiserem que seja (inclusive coisas doces). Eu escolhi esse porque achei que combinaria pra minha vibe no dia.

Galette de Pimentão e Azeitonas (Massa de Manteiga)

Ingredientes da Massa:
– 2 xícaras de farinha de trigo
– 200g de manteiga gelada
– 1/2 xícara de água gelada
– 1 pitada de sal (ou açúcar se seu recheio for doce)

Para começar, coloque a farinha e o sal em uma tigela. Corte a manteiga gelada em cubos, coloque na farinha e, com a ponta dos dedos, vá desfazendo até que vire uma farofinha. É importante usar a ponta dos dedos porque a palma da nossa mão é muito quente e vai acabar derretendo a manteiga.

Depois disso, adicione a água e mexa só até formar uma massa, sem se preocupar muito se a massa está ou não homogênea. Achate a massa e enrole em papel filme. Leve para a geladeira por, pelo menos, 3 horas.

Na verdade dá pra deixar só 30 minutos a massa na geladeira, mas quanto mais tempo ela ficar, mais fofinha no final. Ah, se quiser fazer e deixar guardado, ela dura 1 semana!

Galette de Pimentão e Azeitonas (Massa de Manteiga)

Ingredientes do recheio:
– 1 pimentão vermelho
– 100g de azeitonas pretas
– 50g de mussarela de bufala
– Punhado de Salsinha
– Sal a gosto

Corte o pimentão em tiras finas e corte as azeitonas, tirando o caroço. Rasgue a mussarela de búfala com as mãos na hora de colocá-la na Galette.

Quando a massa já estiver gelada, tire ela do plástico filme e com a ajuda de um rolo de massa (ou uma garrafa de cerveja vazia como se faz no free style aqui em casa) abra até que ela fique com 0.5 centímetros de espessura – o que quer dizer bem fininho. Ah, também não tem muitas regras em relação ao formato e nem às bordinhas, é só abrir de forma que caiba o recheio dentro.

Não esquece de enfarinhar a mesa antes de começar! Se precisar, vá colocando mais farinha sobre a massa conforme for abrindo, pra ela não grudar.

Galette de Pimentão e Azeitonas (Massa de Manteiga)

Transfira a massa já aberta para uma assadeira e coloque o pimentão e a azeitona no centro. Dobre as bordas por cima do recheio, deixando o meio sem tampa para aparecer. Leve em forno pré-aquecido a 200 graus até que a massa fique douradinha por cima.

Antes de levar ao forno eu pincelei gema de ovo por cima, o que é totalmente opcional mas deixa a massa mais bonita e dourada. Se você quiser fazer, é só misturar uma gema com um pouquinho de água, bater com um garfo e passar por cima das bordas.

Quando sair do forno corte e coma ainda bem quentinho. Essa receita serve 2 a 3 pessoas!

Galette de Pimentão e Azeitonas (Massa de Manteiga)

Galette de Pimentão e Azeitonas (Massa de Manteiga)

Galette de Pimentão e Azeitonas (Massa de Manteiga)

Galette de Pimentão e Azeitonas (Massa de Manteiga)

Pastel Caseiro

Pastel é uma das melhores coisas já inventadas. Além de ser uma massa recheada com coisas gostosas, é uma massa FRITA recheada com coisas gostosas. Não tinha realmente como dar errado.

Mas o normal mesmo é a gente comprar aquela massa pronta de pastel, rechear e fritar. E se eu te contasse que fazer a massa do pastel é uma experiência muito irada e que não vai te dar tanto trabalho quanto você imagina e que é bem bem dificil de errar. Como é uma massa que não leva fermento não tem como ficar solada no final e isso já é um bom começo!

Vamos ao que interessa, vamos aprender a fazer pastel!

Como Fazer Massa de Pastel

Ingredientes:
– 1 quilo de farinha de trigo
– 1/2 xícara de azeite
– 1 colher de sopa de vinagre branco
– 1 dose de tequila (também serve cachaça)
– 1 ovo
– 300ml de água
– 1 colher de sopa de sal

Não tem mistério nenhum pra fazer! Pegue uma tigela grande e misture todos os ingredientes dentro dela até formar uma massa que dê para sovar. Jogue na mesa e mistura até que os ingredientes estejam juntos e dê para começar a abrir a massa.

Tire pequenas bolinhas e com a ajuda de um rolo (eu no caso usei uma garrafa já que não temos rolo de abrir massa em casa), abra a massa até uma espessura bem fina. É bom que ela fique fina porque ai seu pastel vai ficar ainda mais crocante no final!

Coloque seus recheios e feche com as mãos. Aqui no caso fizemos recheio de tomate seco (clica aqui pra aprender) com queijo gorgonzola, queijo brie com parmesão e mussarela com orégano. Se você quiser mais dicas de recheios clica aqui que a gente te ensina outros!

Esquente uma panela com óleo e frite os pastéis até que fiquem dourados. Essa receita rendeu em tornou de 20 a 25 minipastéis!

Como Fazer Massa de Pastel

Como Fazer Massa de Pastel

Como Fazer Massa de Pastel

Como Fazer Massa de Pastel

 

Torta Três Queijos

Eu tenho percebido muito que as minhas ideias pra receitas em vídeo as vezes não acabam nunca, mas as vezes parece que eu não tenho nenhuma delas também. E ai quando eu vou olhar meus livros é ótimo porque eu consigo inventar em cima do que está lá, como é o caso da torta de hoje.

Foi com uma inspiração que essa belezinha tá aqui. Com os queijos que estávamos afim de comer, com o meu toque na massa e com alguns ingredientes cortados e outros adicionados pra ela ficar do nosso jeito. Se você for fazer em casa e não quiser esses queijos, troque. Se você quiser fazer um creme de frango ou carne pra rechear, também pode. O importante é você amar o que vai comer.

Torta Três Queijos - Receita

Ingredientes da Massa:
– 500g de farinha de trigo
– 3 colheres de sopa de manteiga
– 1 colher de sopa de gordura vegetal
– 3 ovos
– 1 colher de sopa de fermento quimico
– 5 colheres de sopa de água (se precisar)
– Sal à gosto

Para começar, coloque toda a farinha em uma tigela e faça um buraco no meio. Ponha todos os outros ingredientes, exceto a água, e misture até formar uma massa homogênea. É natural que o aspecto dela seja gorduroso mesmo porque ela é massa de torta.

Você só vai precisar colocar a água se os seus outros ingredientes não se juntarem sozinhos e é por isso que deixamos ela pro final!
Deixe a massa descansando por 30 minutos enquanto você faz o recheio.

Torta Três Queijos - Receita

Ingredientes do Recheio:
– 100g de Parmesão
– 200g de Mussarela
– 150g de provolone
– 200g de creme de leite
– 1 xícara de leite
– 1 alho
– 1 colher de sopa de salsinha
– Sal e pimenta do reino à gosto

Corte os queijos em pequenos bastões. Se preferir, você também pode ralar eles sem problemas.
Leve o alho picadinho para uma panela e deixe refogar até o ponto que você gosta. Adicione o leite e o creme de leite e, em seguida, coloque os queijos e a salsinha. Deixe que derreta até se formar um creme liso.

Para montar a torta, você pode usar um rolo de massa, mas como a gente não tem aqui em casa, eu só fui pressionando ela contra a forma. Enquanto você faz isso, o recheio esfria um pouco pra ele não entrar em contato com a massa muito quente.

Com a forma toda coberta, despeje o recheio e leve em forno pré-aquecido a 200 graus até que esteja tudo dourado.

Lembre que quando você tirar do forno vai parecer que nada vai dar certo, mas é só esperar ela esfriar um pouco que o queijo ganha consistência e tudo ficará bem e todos vão ficar felizes!
Aqui em casa a gente serviu 5 pessoas junto com uma massa que fizemos.

Torta Três Queijos - Receita

Torta Três Queijos - Receita

 

Sopa de Batata

Essa receita com certeza tem gosto de infância pra mim. Quando eu era pequena minha mãe fazia pra mim e pra minha irmã e mesmo sendo o Rio de Janeiro a gente queria comer essa delicia no calor, no frio ou no inferno que era o verão.

Mas calma, eu não recomendo que você de fato coma essa sopa no calor porque talvez você tenha um treco, já que ela foi definitivamente feita pra esquentar a barriga e a alma em um dia de frio.

Sopa Caldo de Batata

Ingredientes:
– 2 batatas grandes
– 4 dentes de alho
– Água
– Sal e pimenta do reino a gosto

Começo lavando, descascando e cortando as batatas em pedaços grandes. Descasco também o alho e coloco tudo em uma panela de pressão, cobertos de água temperada com um pouco de sal.
Levo para o fogo e deixo 10 minutos depois que começar a chiar. Desligo e espero para abrir.

Quando abrir, pegue as batatas e coloque em um liquidificador junto com o alho e a água que você colocou para cozinhar. Provavelmente os alhos estarão destruídos e por isso vai ser legal colocar a água também, para aproveitar todo o sabor. Bata até que a mistura fique homogênea.

Despeje o caldo de volta em uma panela e deixe ferver até que fique na consistência que você quer. Eu gosto dele mais ou menos grosso e por isso quase nem deixo ferver depois que bato. Acerte o sal e tempere com pimenta do reino.

Uma dica boa é cozinhar a parte um macarrão, qualquer um curto serve, e despejar dentro da sopa na hora de servir.

Sopa Caldo de Batata

Sopa Caldo de Batata