Sub Italiano

O Felipe decidiu que era a vez dele de aparecer no vídeo. Ou talvez eu tenha decidido, já não sei mais. E não sei por um bom motivo, quando eu comi esse Sub eu soube que a razão da vida e da existência existia em algum lugar na Terra.

Sério, é inexplicável como algo tão simples ficou tão maravilhoso por causa da combinação de sabores. Esta aqui mais uma prova de que os Italianos sabem o que fazem quando se trata de comida!

Sub Italiano (Subway)

Ingredientes:
– 4 baguetes
– 2 tomates maduros
– 1 abobrinha
– 200g de queijo provolone
– 100g de salame
– 200g de creamcheese
– Rúcula
– Manjericão
– 100g de parmesão ralado
– 1 vidro de azeitonas pretas
– Sal e pimenta do reino a gosto

Para começar, corte os tomates em cubos, tirando as sementes. Junte algumas folhas de manjericão cortadas com a mão e tempere com sal e pimenta do reino.

Com a ajuda de um descascador, faça tiras da abobrinha e tempere com sal e azeite. Em uma chapa ou frigideira bem quente, coloque as tiras e deixe que grelhem até ficarem douradas.

Para montar, coloque o creamcheese por baixo, em seguida as folhas de rúcula e a abobrinha. Cubra com o queijo e com o salame e coloque a salada de tomate por cima. Finalize com as azeitonas sem caroço e com o queijo ralado!

Essas quantidades são para fazer 4 sanduíches!

Sub Italiano (Subway) Sub Italiano (Subway) Sub Italiano (Subway)

Anúncios

Spaghetti A Dama e o Vagabundo

Fazer um especial de aniversário dá aquela sensação nostálgica de todas as coisas que eu já vi e li na vida. Quando pensei em cenas românticas, minha memória viajou e viajou até chegar na primeira que eu lembro de ter visto na vida.

O caso de amor da Dama e o Vagabundo é tão, mas tão fofo que até comida italiana eles saem pra comer, num jantar romântico. É por isso que escolhi esse filme e essa receita, que é um clássico: spaghetti com almôndegas!

Receita Espaguete com Almôndegas - Dama e o Vagabundo

Ingredientes:
– 300g de carne moída
– 1 colher de chá de páprica picante
– 1 colher de chá de cominho
– 1 colher de chá de noz moscada
– 1 colher de sopa cheia de salsa
– 1 ovo
– 5 colheres de sopa de farinha de trigo
– 3 dentes de alho
– 2 latas de tomate sem pele
– 1/2 xícara de azeitonas verdes
– Folhas de manjericão
– 200g de spaghetti
– Sal e pimenta do reino a gosto

Vamos começar pelas almôndegas. Coloque a carne moída em um pote e misture a páprica, o cominho, a noz moscada, o sal e a pimenta. Dê uma misturada e adicione 1 dente de alho e a salsa bem picadinhos, misture mais uma vez.

Depois disso, coloque o ovo e a farinha e mexa, até dar liga. Se precisar, coloque mais farinha até que tenha consistência para fazer bolinhas.

Esquente uma frigideira com azeite e, enquanto isso, passe azeite na mão e faça as almôndegas com a ajuda de uma colher. Jogue na frigideira assim que elas estiverem prontas. Quando dourarem, retire e reserve.

Receita Espaguete com Almôndegas - Dama e o Vagabundo

Para o molho, quebre o dente de alho e coloque em uma frigideira grande. Adicione as latas de tomate sem pele e deixe que levante fervura. Coloque as azeitonas e, em seguida, as almôndegas já seladas. Elas vão cozinhar por 10 a 15 minutos dentro do molho. No final, adicione manjericão e acerte o sal.

Para fazer o spaghetti, siga as instruções da embalagem. Coloque a massa num prato e o molho por cima, para que as almôndegas fiquem bem bonitas! Essa receita serve 2 pessoas, claro!

Receita Espaguete com Almôndegas - Dama e o Vagabundo

Receita Espaguete com Almôndegas - Dama e o Vagabundo

Risoto ao Funghi

Eu falei que tudo seria explicado. A receita de hoje é esta maravilha que vai ganhar os corações de todos os habitantes da sua casa ou só o seu mesmo. Se você precisa fazer as pazes com alguém, faça esse risoto. E como gostamos muito de ajudar vocês na vida!

Se você é de São Paulo e ficou preguiça de fazer essa delicia hoje não precisa ficar triste. Amanhã eu e Felipe estaremos aqui (clica pra ver o evento) fazendo outros sabores de risoto pra fazer carinho na alma de vocês.

Mas se você não vai poder vir, corre no mercado pra fazer antes do jogo do Brasil!

Receita Risoto ao Funghi

Ingredientes:
– 200g de arroz arbóreo
– 1 cebola
200ml de cerveja (uma sugestão aqui)
50g de funghi hidratado (clica aqui pra aprender a hidratar)
Caldo do Funghi (clica aqui pra entender)
– 50g de queijo parmesão
– 2 colheres de sopa de manteiga

Para começar, pegue o caldo do funghi e triplique sua quantidade. Coloque em uma panela e deixe que ferva.
Pique a cebola em quadradinhos pequenos e leve para refogar em uma frigideira ou panela larga. O importante é ser largo para que o amido tenha espaço pra deixar o risoto cremoso.

Depois que a cebola estiver transparente, adicione o arroz e deixe que ele refogue um pouco, mexendo para que ele não queime, por uns 2 minutos.
Adicione a cerveja e mexa até que ela tenha sido absorvida. É legal dizer que quanto melhor a cerveja, melhor vai ser seu risoto! Se você quer uma sugestão é só clicar aqui que a gente te dá e te explica mais dela.

Agora é só nunca mais parar de mexer e adicionar o caldo. Eu gosto de adicionar de 2 a 3 conchas por vez, para ter controle. O que importa é não parar de mexer até que ele fique pronto. O arroz deve ficar al dente. Desligue o fogo e adicione mais duas conchas de caldo.

Para terminar, adicione o funghi, as duas colheres de manteiga e o queijo, mexendo bem entre cada um para incorporá-los. Acerte o sal e coloque um pouco de pimenta do reino e seja feliz!

Receita Risoto ao Funghi

Receita Risoto ao Funghi

Receita Risoto ao Funghi

Tomate Seco da vovó Anna

É chegada a hora. A receita que tantos esperavam, que todos aguardavam, a receita mais apaixonante que já aprendi em toda minha vida: O tomate seco.

Pra quem não sabe, a vó do Felipe faz o melhor tomate seco do mundo. Mesmo antes de provar, mesmo antes de conhecê-la, eu já ouvia isso sem parar. E, bem, devo dizer que a fama é realmente condizente com o que eu ouvia falar.

Nas férias desse ano eu tive o grande prazer de aprender os segredos deste maravilhoso tomate seco e, desde então, ele vem fazendo sucesso em todos os eventos em que eu faço.

Queríamos agradecer muito mesmo à Dona Anna por ter me dado a receita dessa delícia!

Tomate Seco

Ingredientes:
– Tomate Italiano
– Sal
– Açúcar

É verdade, são apenas esses 3 lindos ingredientes que constroem esse prato. E eu não coloquei quantidades porque certamente vocês vão querer comer sem parar, então, aqui vai.

Os tomates italianos são importantes porque eles são mais compridos e são os que a dona de receita disse para usarmos.
Corte-os em 4 partes e, com a ajuda de uma faca e de uma colher, retire totalmente as sementes (você pode usá-las pra fazer o molho de tomate que ensinamos aqui).
Vá arrumando os pedaços em uma assadeira.

Para cada parte de sal, junte duas partes de açúcar. A regra é essa.
E aí com os tomates já na assadeira, vá colocando pitadas dessa mistura dentro de cada um deles, sem exagerar.

Com o forno pré-aquecido na maior temperatura que você tiver, coloque os tomates para secar lá dentro.

Eles ficarão por em média uma hora de cada lado, ou seja, depois de uma hora será preciso virá-los e deixar mais uma hora.
Depois desse tempo, você deve tirá-los do forno e deixar esfriar antes de fazer a conserva!

Tomate Seco

Conserva:
– Azeite
– Louro
– Orégano
– Alho

Pra falar a verdade, qualquer coisa que você queira colocar na conserva você pode colocar.

O segredo é ir fazendo camadas de tomate no fundo do seu pote e regar com um pouco de azeite, colocar um pedacinho de folha de louro, orégano e alho amassado. E depois repetir o processo até que o pote esteja cheio.

Espere pelo menos de um dia pro outro, na geladeira, para comer que os tomates vão ficar ainda melhores!

Tomate Seco

Risotto de Camarão

Alguns dizem que minha especialidade é risotto.
Uma coisa é certa: foi o primeiro prato que eu comecei a fazer com frequência e muito provavelmente também o que me fez perceber que não só eu queria cozinhar, mas queria também fazer carinho no estômago de quem comesse.

E se tem uma coisa que um bom Risotto deve ter é fazer você se sentir em casa, mesmo que sua família não tenha nada a ver com a Itália.

Risotto de Camarão

Ingredientes:
– 1 xícara de arroz arbóreo
– 1 cebola picada em cubinhos
– 1 xícara de vinho branco seco
– 1 litro e meio de água fervente
– 3 tabletes de caldo de legumes
– 100g de queijo ralado
– 2 colheres de sopa de manteiga
– 200g de camarão pré-cozido

Para começar, coloque a água para ferver com o caldo de legumes. É preciso ter certeza de que ele se dissolveu por completo antes de continuar a receita.

Refogue a cebola picada no azeite até que ela comece a ficar transparente para depois adicionar o arroz arbóreo e refogá-lo por 1 minuto.
Coloque o vinho branco e mexa até que ele seja totalmente absorvido pelo arroz.

O segredo de um bom risotto é mexê-lo desde que o arroz entra na panela até a hora de sair. E mexer com vontade. Quanto mais ele for mexido, mais amido soltará e, portanto, será um risotto mais cremoso.
Portanto, depois que o vinho tiver sido absorvido, comece a adicionar o caldo de legumes concha a concha, esperando que cada uma delas seja absorvida para colocar a próxima.

O ponto do risotto al dente é quando o arroz estiver apenas com o centro ainda branco. Nesse momento desligue e adicione as duas colheres de manteiga e o queijo e mexa bem, até incorporá-los.
Por fim, adicione o camarão que você deve saltear antes de incluir ao risotto.

Risotto de Camarão

Risotto de Camarão

Tiramisú

Eu já nem me lembro mais quanto tempo faz que minha irmã me pede para fazer essa receita. E quanto tempo eu enrolei ela pra fazer, consequentemente.

A verdade é que eu sempre tive medo de fazer Tiramisú.

O queridinho doce italiano, feito com o amado por (quase) todos café. Você há de convir que a pressão já está ali porque todo mundo, em algum momento, já comeu um Tiramisú muito bom que nunca esqueceu e que certamente iria comparar com o meu.

Mas eis que eu me lembrei que o lindo Jamie Oliver fez um livro sobre a Itália e esse era argumento suficiente contra qualquer comparação.

E com todo meu amor pela Itália, lá fui eu fazer este doce que, para minha surpresa, é muito mais fácil do que parecia ser.

TiramisuIngredientes:
– 15 biscoitos de champagne
– 1 copo de café forte recém passado
– 4 colheres de sopa de açúcar
– 400g de mascarpone
– 2 colheres de chá de essência de baunilha
– 1/3 de copo de Licor (já já explico isso)
– Suco de 1 laranja
– 100g de chocolate meio amargo

Para começar, separe o recipiente em que você vai colocar a mistura. Eu aconselho que você faça em potinhos individuais porque vai ficar muito mais charmoso.
Misture o café com duas colheres de sopa de açúcar.
Quebre os biscoitos de forma que eles caibam no potinho e depois despeje o café por cima deles, molhando-os bem. É normal que fique um pouco de café concentrado no fundo do copo, então não precisa se desesperar.

O creme é ainda mais fácil. Em um recipiente junte o mascarpone, a essência de baunilha, o licor, o suco de laranja e o restante do açúcar. Misture com uma colher até que se forme um creme homogêneo e brilhante.

Calma. Antes de continuar vou explicar o licor. A receita originalmente diz para colocar Vin Santo, que é um vinho frutado tipicamente italiano e que eu nunca iria encontrar no mercado aqui perto de casa. Eu usei o Licor Benedictine que é doce e cítrico ao mesmo tempo, mas, caso você não encontre, vale usar algum licor de cereja para substituir.

Agora, com a ajuda de uma colher, coloque o creme dentro dos copinhos e raspe o chocolate por cima de tudo.

Leve à geladeira por pelo menos 2 horas e sirva gelado.

Tiramisú

Tiramisú

Próxima parada: La Trattoria

Apesar do nome, este lugar não fica na Itália e nem tão longe quanto pode parecer. Pelo contrário, ele está bem ali, no coração de Copacabana, esperando para ser visitado por vocês.
Eu vou nesse restaurante desde criança e nunca entendi porque meu amor por ele era tão grande, mas agora vou contar pra vocês. A comida é uma das melhores da vida, provavelmente o melhor italiano da cidade, e os preços são só amor. O caso é que, não sei porquê, tão pouca gente conhece, ou melhor, ele não está entre os queridinhos do mundo gastronômico.
O lugar é lindo (mesmo) e é super legal para levar a família, ou ir com amigos ou um jantar romântico, o importante é ir até lá e comer o Ravioli de Queijo aos Três Molhos. Pois é, você não vai encontrar essa opção no cardápio mas deveriam todos acreditar em mim e pedir porque é uma das melhores comidas da vida. Vai parecer estranho misturar carbonara, al arrabiata e pesto no mesmo prato, mas de alguma forma louca deu muito certo.
Antes de comer isso, peça os pães de alho porque é uma parte da experiência que não pode ser esquecida, já que eles devem ser feitos de amor para serem tão gostosos.
La-Trattoria-2O lugar fica na Rua Fernando Mendes, 7, Loja A, em Copacabana, perto do Arab e do Café del Mar. Vale muito a pena a visita e eu te prometo que você não vai gastar muito!

Por último, o site deles: http://www.latrattoriario.com.br/
Espero que a visita apaixone vocês tanto quanto a mim!