Pão Trançado

Uma receita cheinha de amor. Não, vocês nem precisariam saber qual é, só precisam mesmo é saber que pães sempre são, de alguma forma, amor à primeira vista para mim. Nesse caso foi justamente isso. Quando convidei o Vitor pra aparecer por aqui, disse a ele o de costume “o convidado é quem escolhe a receita” e adicionei “a coisa que mais amo fazer na vida são pães”.

Em seguida veio ele com uma foto desse pão que ele tinha feito na casa dele. Um pão tão lindo e charmoso que ganhou meu coração de primeira. E foi assim que decidimos que a gente ia fazer isso mesmo. Numa versão doce e uma salgada, todas muito deliciosas.

Só peço que, por favor, você não se assuste com a bagunça que faremos e com as besteiras que falamos. Foca na receita que é linda e que no final fica tão gostosa que dá vontade de chorar.

Pão Trança

Ingredientes da Massa:
– 400ml de água morna
– 10g de fermento biológico seco
– 720g de farinha de trigo
– 60g de açúcar cristal
– 2 ovos batido
– 1 pitada de sal

ATENÇÃO: essa receita não é minha, ela é do Vitor, lá do Prato Fundo e isso deveria te explicar porque as medidas são tão lindas e precisas já que eu faço tudo no olho. Os recheios foram criados por mim, então chega de falar e vamos começar.

Em uma tigela, coloque a água, o fermento e metade do açúcar. Mexa e deixe descansar por 15 minutos, até que o fermento seja ativado (vão ter bolhas e espuma à vista).

Adicione 1 ovo, o restante do açúcar e mexa. Em seguida, vá colocando a farinha aos poucos, até que se forme uma massa que desgrude das mãos. Sove a massa por uns 10 minutos e depois deixe crescer por mais ou menos 20 minutos, até que dobre de tamanho.

Pão Trança

Ingredientes do Recheio Salgado:
– 150g de tomate cereja
– 1/2 cebola roxa
– 20 folhas de manjericão fresco

Ingredientes do Recheio Doce:
– 150g de ricotta fresca
– 2 colheres de sopa de mel

Quando a massa estiver descansado, volte a sovar, divida no meio (metade para o pão doce e metade para o salgado) e abra em um retângulo. É importante que seja realmente um retângulo com um lado bem mais comprido que o outro. Coloque o recheio na massa aberta e enrole, como se fôssemos fazer um rocambole.

Feito isso, feche as pontas do rolinho e corte-o em três tiras, também de comprido. Aqui é a parte em que eu digo que vai sujar porque o recheio vai começar a sair para os lados. Com cuidado, comece a trançar o pão, igual faz trança em meninas mesmo.

Pão Trança

Coloque numa assadeira e pincele com o outro ovo batido. Deixe descansar por mais 20 minutos e leve em forno pré-aquecido a 200 graus até que eles fiquem dourados por cima!

Essa receita rende 2 pães trança que podem alimentar até 4 pessoas tranquilamente.

Pão Trança

Pão Trança

Pão Trança

Pão Trança

Pão Trança

 

Para começar: Bicarbonato ou fermento?

Aqueles que gostam de fazer bolos, biscoitos, muffins e tudo que vai ao forno, já devem ter se deparado com algumas receitas que pedem bicabornato de sódio e outras que pedem fermento.

Eu, que sou um tanto quanto curiosa, sempre me perguntei qual era a real diferença entre um e outro, até para saber se seria possível substituí-los na falta de ingredientes.
Afinal, nem sempre temos vontade de comer coisas gostosas quando o mercado está aberto, não é mesmo?

Lá fui eu fazer minha pesquisa e, mais importante, encontrar uma resposta que eu pudesse resumir e facilitar a vida de vocês.
Infelizmente, no entanto, como diria Joy the Baker, cozinhar é pura química, então é de química que vamos falar.

Fermento ou Bicarbonato de sódio

O que sabemos sobre esses dois ingredientes é que eles são um pó branquinho e que, de alguma forma, é o que faz nossos bolos crescerem.

A diferença básica entre eles é que o bicarbonato de sódio precisa de um ácido para entrar em ação e o fermento é uma mistura do próprio bicarbonato com o ácido, ou seja, ele é um ingrediente neutro.

Mas como assim? E no que isso poderia, possivelmente, interferir na receita?

Fermento ou Bicarbonato de sódio

Isso quer dizer que, para que o bicarbonato de sódio entre na sua lista de ingredientes, é preciso que haja alguma coisa que seja ácida como limão, vinagre ou buttermilk.
Essa mistura se faz necessária porque só assim, quando for a temperaturas altas, o bicarbonato produzirá o dióxido de carbono (que é o que faz o seu bolo crescer).

Essa reação começa imediatamente após a combinação dos ingredientes o que significa que se a massa não for diretamente ao forno, o bolo não vai crescer.
E, além disso, caso o ácido falte, o seu biscoitinho provavelmente ficará com gosto de metal porque é preciso compensar o gosto do dióxido de carbono para que ele não deixe tudo amargo e estranho.

Fermento ou Bicarbonato de sódio

Por outro lado, o fermento é uma composição de dois ingredientes: bicarbonato de sódio e tartar (que nada mais é do que o ácido necessário para a reação).
O que significa que em sua lista de ingredientes haverá itens não ácidos como o próprio leite. Isso acontece porque, além de ser “auto suficiente”, o fermento já tem o gosto do dióxido de carbono produzido neutralizado por ele mesmo, o que fará com que a reação não interfira no sabor final.

Ele também pode substituir o bicarbonato se colocado em maior quantidade, apesar de o contrário nunca poder acontecer, já que isso deixaria seu bolo com gosto amargo, lembra?

Fermento ou Bicarbonato de sódio

 

Para terminar: o bicarbonato precisa de um ácido, enquanto o fermento já possui o ácido em sua composição.