Arroz de Castanhas e Damasco

Eu avisei a vocês que o Natal tinha chegado. Afinal, já estamos no final da primeira semana de dezembro. E você, o que fez no seu ano?

Eu me mudei pra São Paulo e inventei tantas receitas pra vocês verem e se deliciarem que foram mais receitas do que nos outros 21 anos da minha vida eu havia inventado! E isso foi o que mais alegrou meu ano. Briguei com muita gente também e fiz as pazes. Mudei MUITA coisa na minha vida e não faria nada diferente. 2014 foi um ano foda em todo e qualquer sentido que essa palavra pode ter. E não, desculpa, não existe outra palavra pra 2014.

Outro dia estava até conversando com o Felipe e conclui que esse ano foram 10 anos da minha vida. É engraçado pensar como tanta coisa legal aconteceu em um só ano. E que eu conheci tanta gente irada e que eu provei que minhas amizades resistem a, sei la, 6 horas de carro facilmente. Perdi alguns amigos, recuperei outros, fiz muita comida (muita mesmo) e estou muito orgulhosa do ano que eu tive, sério.

Pensa bem, qual o melhor jeito de comemorar que o ano tá acabando? Seja porque você gostou dele ou porque quer ver 2014 longe daqui logo essa bosta de ano… Claro que é se empanturrando.

Por isso a primeira receita que melhoramos pra você é o arroz pra sua Ceia de Natal. SPOILER: não tem passas, o que já é uma GRANDE vantagem.

Continuar a ler

Muffins Natalinos

Coloca a música de Natal pra tocar. Vai, anda logo, monta a árvore e enche de luzinha e bolas vermelhas que reflitam bastante a sua sala iluminada à meia luz durante a ceia. Aproveita e tira umas fotos hipsters da árvore. Ah, e também compra uma estrela bem bonita pra colocar lá no topo. É sério, vai fazer isso, já é dezembro e a gente já vai até começar a ensinar receitas maravilhosas pra você.

Para para para! Na verdade eu não tenho árvore de Natal, não tenho luzinha e nem bolas vermelhas (até porque minhas gatas destruiriam as três coisas). Essa data pra mim só me remete a uma coisa: muita muita MUITA comida. Comer até passar mal, cozinhar pra 347 pessoas mesmo que sua família só tenha 4, comer no dia seguinte também. E esperar o Ano Novo pra comer mais. Se esse é o espírito que tanto falam? Não sei, mas é uma das poucas coisas em que eu acredito e essa data prova isso: a comida é o que reuni e sempre reuniu as pessoas.

A ideia que tivemos pra esse ano – que, aliás é o primeiro ano com o blog já bem organizado e com um especial 100% planejado e lindo – foi melhorar as receitas que sempre comemos na ceia aqui no Brasil e que a gente sabe, de alguma forma, que podiam ser melhores. E às vezes até mais fáceis. Bem, se não mais fáceis, mais divertidas.

A única receita que difere dessa ideia é a de hoje. A de abertura. Porque ela é um presente pra alguém. Então vem assistir e entender e aprender a fazer os muffins da manhã de Natal americana.

Continuar a ler

Pão Natalino

Amanhã já é véspera de Natal.
E que melhor desculpa para entrar hoje na cozinha e fazer coisas deliciosas sem precisar lavar a louça depois? O Espírito Natalino está aí e você pode chamar aquele seu irmão mais novo que não ajudou em nada pra fazer isso.

E a melhor parte é que vai ser bem fácil convencê-lo, já que esse pão vai ganhar o coração de todos depois de pronto.

Pão Natalino (Stollen)

A receita deste pão é alemã e o nome original dele é Stollen. É uma receita tradicional do país e todas as pessoas comem isso no Natal. Tradicionalmente, ela leva uvas passas na massa também, mas eu fiz algumas adaptações para o meu gosto.

Pão Natalino (Stollen)

Ingredientes:
– 1 copo e meio de água morna
– 2 cubinhos de fermento biológico fresco
– 7 copos de farinha de trigo
– 1 copo de amêndoas em lascas
– 1 copo e meio de manteiga sem sal
– 3/4 de copo de açúcar
– 3 ovos
– 1 colher de chá de sal
– Açúcar de confeiteiro

Começaremos fazendo a esponja do pão. Ela é feita para que o fermento entre em ação antes de começarmos a fazer a massa.
Coloque a água morna, o fermento e 1 copo de farinha em um pote e mexa até dissolver. Deixe que descanse por 1 hora coberto com um pano de prato limpo.

Bata em um refratário, usando um fouet, a manteiga e o açúcar até formar um creme amarelo claro. Adicione os ovos, um de cada vez, e o sal e bata até que estejam completamente incorporados à massa.
Coloque a esponja e bata bem.
Vá adicionando a farinha aos poucos e misturando. Eu gosto de fazer essa parte com a mão porque a massa ficará muito pesada para o fouet. O ponto da massa é fofinho mesmo, já que estamos falando de um pão doce.
Quando estiver pronto, deixe que descanse por 45 minutos ou até que dobre de tamanho.

Pão Natalino (Stollen)

Depois desse tempo, coloque as amêndoas por cima e vá misturando até que toda a massa esteja com elas incorporadas. Divida em dois pães e faça um cilindro com eles.
Em uma forma untada, coloque os pães para crescer por mais 45 minutos.

Pré-aqueça o forno a 180 graus.
Coloque as formas no forno e deixe que os pães assem até que fiquem dourados por cima, cerca de uma hora no forno.
Assim que tirar, pincele manteiga e peneire açúcar de confeiteiro por cima dos pães prontos para que se forme uma crosta de açúcar por cima.

Pão Natalino (Stollen)

Pão Natalino (Stollen)

Pão Natalino (Stollen)

Pão Natalino (Stollen)