Pad Thai

Há algum tempo venho me prometendo (e prometendo ao Felipe) que chegaria o dia em que eu tentaria fazer Pad Thai. Nunca pesquisei muito sobre ele, mas de tanto ouvir falar estava com uma vontade de comer inexplicável. A verdade é que mesmo depois de ler as receitas eu pensava que seria algo parecido com a vibe do Yakissoba. Mas eu me enganei. É totalmente diferente e incrivelmente delicioso.

O processo de criação de todas as receitas que faço costuma ser rápido, é como se eu tivesse a ideia, procurasse receitas base em livros ou na internet e criasse em cima disso, de acordo com a minha ideia original, mas dessa vez foi um pouco diferente. Sempre que vou fazer pratos clássicos de algum lugar é assim.

Minha ideia era fazer o tradicional mesmo, mas quando vi que seria impossível achar os ingredientes fora de São Paulo (abençoada seja a Liberdade e toda a sua variedade de produtos do outro lado do mundo), percebi que teria que adaptar. Então, vejam bem, assim surgiu a minha versão do Pad Thai tradicional que, apesar de ter uma semelhança, no final das contas ficou bem diferente.

Continuar a ler

Risotto de Camarão

Alguns dizem que minha especialidade é risotto.
Uma coisa é certa: foi o primeiro prato que eu comecei a fazer com frequência e muito provavelmente também o que me fez perceber que não só eu queria cozinhar, mas queria também fazer carinho no estômago de quem comesse.

E se tem uma coisa que um bom Risotto deve ter é fazer você se sentir em casa, mesmo que sua família não tenha nada a ver com a Itália.

Risotto de Camarão

Ingredientes:
– 1 xícara de arroz arbóreo
– 1 cebola picada em cubinhos
– 1 xícara de vinho branco seco
– 1 litro e meio de água fervente
– 3 tabletes de caldo de legumes
– 100g de queijo ralado
– 2 colheres de sopa de manteiga
– 200g de camarão pré-cozido

Para começar, coloque a água para ferver com o caldo de legumes. É preciso ter certeza de que ele se dissolveu por completo antes de continuar a receita.

Refogue a cebola picada no azeite até que ela comece a ficar transparente para depois adicionar o arroz arbóreo e refogá-lo por 1 minuto.
Coloque o vinho branco e mexa até que ele seja totalmente absorvido pelo arroz.

O segredo de um bom risotto é mexê-lo desde que o arroz entra na panela até a hora de sair. E mexer com vontade. Quanto mais ele for mexido, mais amido soltará e, portanto, será um risotto mais cremoso.
Portanto, depois que o vinho tiver sido absorvido, comece a adicionar o caldo de legumes concha a concha, esperando que cada uma delas seja absorvida para colocar a próxima.

O ponto do risotto al dente é quando o arroz estiver apenas com o centro ainda branco. Nesse momento desligue e adicione as duas colheres de manteiga e o queijo e mexa bem, até incorporá-los.
Por fim, adicione o camarão que você deve saltear antes de incluir ao risotto.

Risotto de Camarão

Risotto de Camarão