Chocolate Quente

Tem ficado muito frio em São Paulo à noite. E eu esperei minha vida inteira para ter frio durante a noite para poder tomar sopa, comer fondue e tomar chá e chocolate quente em paz.

Quando fomos gravar com a Gabi a receita por menos de 20 reais eu sabia que não poderia ter sido outra coisa. É a melhor receita de chocolate quente que eu já fiz, ficou muito gostoso e só amor eterno no coração de vocês que ficará quentinho.

Receita de Chocolate Quente

Ingredientes:
– 100g de chocolate meio amargo
– 1/4 de xícara de açúcar
– 1 copo de água quente
– 1/2 xícara de leite
– 1/2 xícara de creme de leite
– 1/4 de xícara de café passado forte
– 1 colher de chá de essência de baunilha
– 1 colher de chá de canela em pó

Apesar de ter muitos ingredientes essa receita custou menos de 20 reais. A dica é comprar o pacotinho pequeno de café instantâneo porque ai não precisa comprar aquele 1kg de café normal. Mas se você já tiver café em casa também serve.

Comece colocando em banho-maria o chocolate e o açúcar e espere que o chocolate derreta. Depois disso adicione a água quente e mexa. Adicione o creme de leite, o leite e o café e passe para uma panela para engrossar, adicionando então a essência de baunilha e a canela.

Quando estiver no ponto que eu mostrei no vídeo é só servir! Essa receita dá pra fazer umas 4 xícaras de chocolate quente!

Receita de Chocolate Quente

Receita de Chocolate Quente

Receita de Chocolate Quente

Bolinho de Chuva

Para começar queria dividir com vocês minha surpresa ao descobrir que o Felipe simplesmente nunca tinha comido bolinho de chuva na vida dele até o dia em que essa receita foi feita.

Bolinho de Chuva

Também queria dividir minha indignação por ter ido procurar uma receita no livro da Dona Benta e, ATENÇÃO, não tem receita de bolinho de chuva no livro dela. Mas é claro que, como não poderia deixar de ser, peguei essa receita de outra avó, também famosa e muito muito mais hardcore e engraçada.
Hoje apresento a vocês a receita do bolinho de chuva da Vovó Palmirinha!

Bolinho de Chuva

Ingredientes:
– 2 xícaras de farinha de trigo
– 5 colheres de sopa de açúcar
– 1 ovo
– 1 colher de sopa de manteiga
– 1/2 colher de sopa de fermento em pó
– 3/4 de xícara de leite
– Canela e açúcar pra cobrir o bolinho lindo
– Óleo pra fritar

Comece misturando a farinha, o açúcar, a manteiga o fermento e o ovo em uma tigela relativamente grande. Misture e depois acrescente o leite até dar o ponto. O ponto que nesse caso quer dizer uma massa molinha mas que dê pra moldar com uma colher.

Coloque o óleo para esquentar. E aqui está o pulo do gato do bolinho de chuva. O óleo não pode estar muito quente caso contrário o bolinho vai queimar sem cozinhar por dentro. Nesse caso é melhor errar pra uma temperatura menor e deixar o bolinho lá por mais tempo!
Prepare a mistura de açúcar com canela para colocar os bolinhos assim que eles saírem da fritura.

Com a ajuda de duas colheres, faça os bolinhos em uma e empurre para o óleo com outra. Deixe que fritem até estarem douradinhos por fora e, com uma escumadeira, transfira para o açúcar com canela e dali para um recipiente com papel toalha.

Deixe que esfriem um pouco e coma com café porque é a melhor coisa que pode existir!

Bolinho de Chuva

Bolinho de Chuva

Bolinho de Chuva

Para Começar: Farofa de Beterraba

Para continuarmos o nosso cardápio de domingo passado, esta foi a parte do prato que chamou mais atenção de todo mundo, aquela farofinha rosa em cima da mesa certamente encantou muita gente durante o evento.

Devo dizer que, na verdade, a receita foi inspirada nessa aqui do Presunto Vegetariano (clica aqui pra ver a delicia que era). Eu simplifiquei a original para servir e foi nisso que deu. Essa deliciosa farofa de beterraba que virou um dos meus maiores orgulhos.

Farofa de Beterraba

Ingredientes:
– 1/2 beterraba
– 200g de farinha de rosca crua
– 1/4 de cebola
– Sal e pimenta do reino a gosto

Não tem mistério algum nessa receita. Primeiro, corte a cebola em cubinhos e rale a beterraba naquela parte grossa do ralador, sabe?

Numa frigideira regada de azeite, refogue a cebola por cerca de 2 minutos e entao coloque a beterraba, deixando que ela frite bem e solte bastante a cor.
Depois disso, coloque a farinha e tempere com sal e pimenta. Deixe que a farinha cozinhe um pouco, até ficar levemente dourada.

Farofa de Beterraba

Farofa de Beterraba

Mesa de Bar – Casa Nova | s01e01

É com muito orgulho e depois de muito trabalho que anunciamos o primeiro episódio do nosso programa de cervejas gourmet.

Hoje vamos falar da Casa Nova, da cervejaria Burgman. Se você ficou curioso, aperta o play pra conferir!

E, ah! Queríamos agradecer mais uma ver o apoio do Clubeer que deu todas as cervejas que vamos beber na temporada! (clica aqui pra ir pro site deles assinar cerveja)

Uma ida ao Mercado Municipal de Curitiba

Pode ser que vocês não saibam, mas eu sou completamente apaixonada por mercados municipais. Assim, no geral, pode até não ter dimensão de um enorme mercado municipal ou nem levar esse nome, se vende coisas frescas, diferentes e deliciosas, eu certamente me apaixonarei.
Infelizmente eu vivo em um lugar em que o mais perto que eu chegarei de ir a um desses por perto é a Casas Pedro, pois é, muito triste eu sei. E isso nos leva ao lugar que apresentarei a vocês hoje, o Mercado Municipal de Curitiba.
mercado_1webPara quem não conhece, o mais legal de conhecer mercados municipais é que normalmente tem muita coisa que você não encontraria em mercados ou que encontraria mas que são muito mais baratas. Além disso, as frutas e verduras costumam ser muito mais frescas e eu gosto de acreditar que as pessoas que moram em Curitiba vão ao Mercado Municipal de lá comprar essas coisas que nem eu vou no Hortifruit.
Eu, como uma boa gourmet, sempre procuro encontrar massas diferentes, arroz incomum e até mesmo feijões dos mais variados tipos, mas é um ótimo lugar para turistar. O que eu achei mais legal no de Curitiba é que tinham muitos vinhos baratos e queijos deliciosos por preços bem menores do que em mercados convencionais.mercado_2web

Minha recomendação a quem vai a cidade é que visite e compre muitas coisas e temperinhos porque, por ser no Sul, pra mim que moro no calor, dá pra encontrar muitas coisas pra comida que chegam raramente aos mercados do Rio. Além disso tem todo um clima de aconchego (podia só ser um pouco mais quentinho) e uma animação típica desses lugares!
mercado_3web
mercado_4web
Ficou curioso? Vem ver mais do Mercado!