Red Velvet

Faltam só 2 dias para a Ceia de Natal e eu me sinto na obrigação moral de escrever um post sentimental. Desculpa, mas é assim que eu sou. Eu sempre tive muito, muito ciúme dessa receita.
Acho que principalmente porque eu simplesmente sei que é uma das minhas melhores receitas.

Mas aí esse ano foi tão irado, tão especial pra mim de todas as formas e tanto por causa de vocês que nos acompanham e assistem que eu cheguei a conclusão que essa era a MINHA receita. Um bolinho vermelho, tão pequeno e aveludado, recheado e coberto de um creme de cream cheese que parece impossível de melhorar. Essa é, sem dúvida, a melhor forma de agradecer a vocês: dando, passo a passo, essa receita.

Desde que eu me entendo por gente, pra falar a verdade, odeio Natal. Quando era criança curtia os presentes, mas os natais pareciam sempre mais pra comer do que qualquer outra coisa (gulosa, eu?). Não sei explicar por quê não gostar dessa data tão linda e cheia de luzes e coisas fofas.

Continuar a ler

Peru de Natal

Chegamos ao ponto sem retorno. Quando já não tem mais como desistir de zerar a Ceia, aquela hora que você olha seu Peru pronto e pensa: este é o melhor que eu poderia ter feito.

Além disso, é claro, o que seria sua noite de Natal sem um delicioso Peru de Natal? E aí talvez você esteja pensando que todos que você já comeu eram secos e pareciam ter sido esquecidos no forno por muitos e muitos anos, desde o Natal anterior, e vai me dizer que não gosta tanto assim de Peru.

Essa receita surgiu porque na minha família também tínhamos esse problema. Quando ele não ficava seco, ficava meio sem graça e sem gosto. Então eu pensei: por que não cozinhar um peru com uma calda de cerveja defumada? Ela daria a ele sabor de carnes deliciosas. Mas e se eu colocasse também um pouco de mostarda Dijon? O sabor dela é tão característico que aumentaria, junto com a laranja, a acidez e ainda daria o toque que só ela poderia dar. E por último, mas não menos importante, por que não colocar mel? Só ele poderia caramelizar essa delícia e dar a doçura que compensa a acidez e que combina com a carne da ave.

E foi o que eu fiz. Aqui está a melhor receita de todos os tempos. Pelo menos pra mim.

Continuar a ler

Farofa de Nozes

Toda Ceia de Natal precisa ter algumas coisas pra ser completa. Pra mim, uma das mais importantes é a farofa. Talvez porque eu seja doida – totalmente maluca mesmo – por esta delicia divinamente inventada pelos brasileiros. Sério, quem teve a ideia de jogar farinha de mandioca na frigideira e ver no que dava: meus parabéns pra você!

Mas ai vem aquele drama porque a maioria das farofas que você vai comer nas festas de fim de ano vão estar secas, sem tempero, sem sabor, sem nada dentro. Garanto inclusive que talvez você possa comer aquelas que compra pronto no mercado, dependendo de pra onde você vá com essa discussão.

E eu te digo: estou aqui para resolver todos esses problemas. Tudo o que eu tenho pra dizer é que a chave para qualquer farofa é a manteiga. Manteiga é felicidade e, convenhamos, é Natal então o que é mais um pouquinho de gordura na Ceia ne? Bobagem. De verdade, bobagem.

Continuar a ler

Panettone de Cranberry e Chocolate

Foram, literalmente, 7 dias pra gravar essa receita. A gravação começou no sábado passado e só terminou neste domingo. Isso mesmo, ontem. E por que? Tudo porque eu tinha achado a receita de Panettone perfeita e nós precisávamos gravá-la de dia. Foram também 4 receitas de Panettone feitas, o que quer dizer que nesse momento na minha casa tem um festival louco de panettone de cranberry com chocolate, ou seja, estamos muito felizes!

Eu nunca achei que eu fosse, um dia, fazer um panettone. E por isso me desculpa a quantidade de vezes que vou escrever essa palavra hoje. Sempre escutei dizer que era muito difícil, complicadíssimo, demorado, uma chatice e, principalmente, que não valia a pena. Então panettones sempre me assustaram.

Continuar a ler

Sanduíche de Frango

O Reveillon é, sem dúvida, meu feriado preferido. É o dia em que você fica perto das pessoas que ama e cria vários planos pro ano seguinte e várias esperanças novas surgem.
É bem verdade que tudo continuará dependendo de você em 2014, mas não custa nada torcer por um ano melhor, não é?

Sanduíche de Frango

Esperamos estar com vocês aqui no ano que vem e queremos trazer muitas coisas novas e fazer ainda mais pessoas ficarem com vontade de comer e se arriscarem na cozinha! Afinal, não é tão difícil quando parece!

E para o último post do ano, preparamos uma receita de um sanduíche de frango de família. Ele vai ser ótimo para usar o chester que ninguém aguentou comer todo no Natal.

Sanduíche de Frango

Ingredientes:
– 16 fatias de pão de forma
– 2 xícaras e meia de frango desfiado
– 3 ovos cozidos
– Maionese
– 1 xícara de chá de Sour Cream (a receita tá aqui!)
– 1 xícara de chá de sopa de frango
– Manteiga

Pegue o frango desfiado e junte com os ovos cozidos, que devem estar esfarelados. Una tudo com maionese para formar uma pasta.

Passe manteiga em 8 fatias de pão e arrume-as em uma assadeira com a manteiga para baixo. Coloque o recheio de maionese por cima e feche com outra fatia de pão, passando manteiga na parte de fora dela também.

Com a sopa pré-pronta (eu usei aquelas de pó que vende no mercado) e fria, junte-a ao Sour Cream (só clicar aqui para ver a receita!) e cubra os pães com essa mistura.
Leve à geladeira de um dia para o outro.

Na hora de servir, pré-aqueça o forno a 220 graus e deixe que assem por 20 minutos.

Sanduíche de Frango

Sanduíche de Frango

Sanduíche de Frango

Raviolli al Pesto

É verdade, tínhamos planejado fazer um especial de ano novo bem lindo e alcoólico, mas tivemos alguns problemas no caminho, o Felipe ficou doente e não pudemos gravar nada.

Vocês me desculpem, mas particularmente eu não sinto muito pela falta do alcool. Quando tem comida a gente não costuma reclamar, não é mesmo? Pois então você vai chorar com essa receita de Raviolli que vai te fazer querer comer até explodir.

Ravioli al Pesto

E se você não viu a receita do nosso Pesto ontem (clica aqui pra ver!), confira para poder fazer o molho dessa linda receita!

Ravioli al Pesto

Ingredientes:
– 1 pacote de massa de lasanha pré-pronta
– 500g de mussarela
– 2 tomates
– 1 ovo
Molho Pesto

Para começar, você vai cozinhar a massa da lasanha como se fosse uma massa normal. Ferva água e coloque os pedaços de massa para cozinhar até que amoleçam. É importante que você fique de olho para que eles só amoleçam, sem cozinharem por completo.

Na verdade eu fiz massa caseira, mas como sei que no reveillon ninguém quer ter muito trabalho deixarei isso para outro dia.

Para o recheio, retire as sementes do tomate e corte grosseiramente. Com o queijo cortado em tiras, leve os dois ingredientes para o triturador.

Na hora de montar, é só colocar uma fatia da massa de lasanha em baixo, colocar o recheio no centro e pincelar o ovo nas extremidades para depois colocar outra parte por cima.
Depois de fechados, estão prontos para irem para o fogo!

Coloque uma panela de água bem grande para ferver e, quando isso acontecer, coloque sal e 3 a 4 raviolli por vez. Eles ficarão em torno de 3 ou 4 minutos na água até ficarem prontos.
Quando retirá-los, coloque o molho pesto (a receita está bem aqui!) por cima e sirva logo.

Ravioli al Pesto

Ravioli al Pesto

Para começar: Pesto

Eu sei, esta receita deveria ter sido publicada ontem. Mas é tanta comida pra comer no dia 25 que seria até meio confuso pra mim e pra vocês ver essa delícia e não poder fazer muita coisa com ela.

Molho pesto é, sem dúvida, uma das bases da cozinha italiana e também é um dos meus molhos preferidos. Você poderá usá-lo em massas, sanduíches, torradinhas, pães e em basicamente tudo que te der vontade. 

Molho Pesto

Pode ser que você esteja duvidando de mim agora, mas amanhã, quando você vir a receita de Raviolli que vou postar, você vai entender que seu Ano Novo ficará muito melhor com esse molho e a massa.

Molho Pesto

Ingredientes:
– 1 ramo de manjericão
– 100g de queijo parmesão ralado
– 4 nozes
– 1 dente de alho
– Azeite (muito azeite)
– Sal a gosto

Não tem mistério nenhum nesta receita.
Para começar, bata em um liquidificador ou processador o dente de alho com uma pitada de sal, até que ele esteja bem triturado. Em seguida, adicione as nozes até que elas também estejam bem despedaçadas.

Comece a colocar as folhas de manjericão, alternando com o azeite, e bata bem, até que se forme um creme verde. Por fim, coloque o queijo parmesão e mais azeite para que não fique muito grosso. 

Experimente e adicione sal conforme seu próprio gosto.

Molho Pesto

Molho Pesto

Molho Pesto