Bolo de Chocolate e Whiskey

Esse é provavelmente um dos bolos mais fantásticos que já fiz. Convenhamos que quando se trata de chocolate, achar um bolo fora do comum pode ser complicado. Pra mim então que nem sou tão fã assim da iguaria, falta um pouco de vontade. Mas foi entre os livros e a internet que achei essa receita e, já que é Páscoa, precisei compartilhar com vocês.

Aliás, que época ótima para não dar um ovo de presente mas sim um bolo não é? E por isso essa receita linda, meio roubada de Julia Child meio reinterpretada por mim está aqui hoje. Não houve teste algum antes de fazê-lo e por isso peço desculpas adiantadas pela precisão das medidas na lista de ingredientes. Resolvi colocar os pesos do lado porque foi assim que vi, mas também está tudo convertido pra te ajudar.

E nada como sair do lugar comum misturando um pouquinho de amêndoas com whiskey e com chocolate, né? É pra chegar na festa de família domingo mostrando pra todo mundo que você sabe cozinhar. Ou melhor ainda pra comer sozinha em casa afinal ninguém é obrigada a dividir um bolo desses com ninguém.

Bolo de Chocolate e Whiskey

Ingredientes:
– 120g de chocolate meio amargo
– 2 colheres de sopa de whiskey
– 113g (meia xícara) de manteiga sem sal
– 132g (2/3 xícara) de açúcar + 1 colher de sopa
– 3 ovos grandes
– 45g (1/3 xícara) de farinha de amêndoas
– 60g de farinha de trigo

Pré-aqueça o forno a 180 graus.

Para começar derreta o chocolate junto com o whiskey em banho-maria. Tire do calor e deixe esfriar.

Em uma batedeira, bata a manteiga e o açúcar até formar um creme claro. Adicione as gemas dos 3 ovos e continue batendo até que esteja bem grossa a mistura (mais ou menos uns 3 minutos).

Coloque a mistura do chocolate e bata para misturar. Retire e incorpore a farinha de amêndoas com uma espátula.

Com o bowl da batedeira limpo, coloque as claras e bata até começar a formar espuma. Adicione a colher de açúcar e bata até ficar em picos firmes. Em seguida, coloca 1/4 dessa mistura na massa separada e incorpore com cuidado.

Adicione 1/3 da farinha e misture até ficar homogêneo, depois coloque 1/3 das claras restantes e misture até incorporar. Faça isso até que tudo esteja junto. Não misture mais do que o necessário porque a gente não quer que o bolo perca ar!

Transfira para uma assadeira de 15-20cm untada e ~achocolatada~ (usei cacau em pó ao invés de farinha) e leve ao forno por mais ou menos 20 minutos ou até que o palito saia limpo.

Deixe esfriar e desenforme.

Para a cobertura usamos nossa linda ganache que é só clicar aqui pra ver. A única coisa que fiz diferente foi colocar uma colher de sopa do whiskey para dar sabor. Depois jogamos chocolate por cima e pronto!

Bolo de Chocolate e Whiskey Bolo de Chocolate e Whiskey Bolo de Chocolate e Whiskey Bolo de Chocolate e Whiskey

Anúncios

Salada Rústica

Fazemos muitas coisas que, sem querer, são saudáveis. Realmente, assim, displicentemente acabamos acertando no alvo. Mas confesso que, dessa vez, fiquei um pouco nervosa.

Quando a Camilla e o Vitor chamaram a gente pra gravar com eles, sedentária que sou, fiquei mais tensa que o normal, achei que nunca conseguiria criar uma salada para impressioná-los e que fosse, realmente, prática e fácil de fazer no dia a dia.

Mas eu consegui! Fiz um prato lindo, colorido, leve e gracioso para você levar pra onde quiser (ou até mesmo usar de entrada para aquele risotto show de bola que você vai comer depois). Ai, desculpa, mas agora fiquei desejando a salada e o risotto.

Sou gordinha de alma, não tem jeito mesmo. Mas vocês deveriam conhecer o canal desses dois lindos que fazem várias aulas legais de coisas loucas pra convencer você que alguma coisa você tem que encontrar afinal ninguém merece não fazer nada e só ficar comendo salada e risotto.

Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula

Ingredientes:
– 5 folhas de alface crespa
– 1/2 maço de agrião
– 100g de queijo brie
– 1/2 xícara de grão de trigo cozido
– 1 cebola roxa
– 1 cenoura média
– 3 colheres de sopa de azeitonas verdes
– 1/2 abacate
– Punhado de moyashi (broto de feijão)
– 10 nozes

Para o molho:
– 3 partes de azeite
– 1 parte de limão
– Sal e pimenta do reino à gosto

O bom é que para fazer saladas não é necessário muitas habilidades culinárias, então não tem como arrumar desculpas!

Comece rasgando as folhas de alface em uma tigela e misture com as folhas de agrião. Corte o queijo em cubinhos e a cebola em tiras e coloque junto com as folhas.

Rale a cenoura e junte na tigela e corte o abacate em cubinhos (é legal ele não estar completamente maduro pra não se desfazer na salada!), com as azeitonas, as nozes quebradas e o moyashi.

Misture tudo e reserve.

Para o molho, misture o azeite, o limão e tempere com sal e pimenta. Bata com um garfo para juntar tudo e jogue por cima da salada. Sirva em seguida.

Essa receita rende 5 porções!

Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula Salada Grão de Trigo, Brie e Rúcula

Ovos ao Forno

Estamos aqui de volta como bons amantes de ovos que somos. A verdade é que talvez o quanto gostamos de ovo por aqui seja até um caso a ser estudado.

Mas esse amor todo me levou à começar a testar diversas coisas com ovos (sem ser bolos tá? que bolo não conta porque não tem gosto de ovo e nem o ovinho bonitinho lá, amarelinho e te seduzindo). Essa foi feita no dia 01 de janeiro de 2015. Sim, depois da noite de Ano Novo foi a primeira coisa que cozinhei, com todo amor e carinho, para meu amado que vocês já estão cansados de conhecer.

Foi aprimorando a primeira receita que fiz no ano que cheguei a esta que hoje lhes apresento. E se eu fosse você eu faria hoje ainda ou amanhã de manhã pra curar aquela ressaca braba que eu sei que vai te alcançar em algum momento da sua vida. Lembre-se de mim. E da receita, porque ela é sempre mais importante.

Continuar a ler

Melhor Queijo Quente do Mundo

É bem verdade que eu sou um pouco suspeita para falar de queijo quente. Sou tão viciada nessa belezinha que qualquer pão com qualquer, absolutamente qualquer, queijo fica uma delicia. Se tiver manteiga ou azeite então, melhor ainda. Não é à toa que quando trabalho com comida de rua, sempre que posso escolho servir queijo quente.

Mas é claro que, ao contrário do que muitos pensam, não é só pão e queijo. Tenho que dizer que me apaixonei por pensar em combinações de legumes, sabores e queijos para formar um sanduíche de alegria e esse é um dos melhores. Olhando assim essa receita pode parecer que ela é muito muito simples. E ela é. Só que é simples e tão deliciosa com os queijos no meio que não tem como não querer sempre mais um.

Uma deliciosa combinação de gruyére e mussarela bem derretidos que envolvem o pimentão tostado na chapa e ainda um picles de jalapeño bem, bem curado. Te convenci? Vem logo aprender.

Continuar a ler

Tortilla de Picnic

Verão, calor, férias, amigos, sorvete, saladas, água, árvores, parques, lagoas e picnic. A gente realmente acredita que essa seja a melhor definição que pode existir de verão. Pera, isso é claro porque estou sendo romântica mas deixa assim mesmo porque tá bonito.

Eu sempre quis fazer tortillas e sempre tive muito medo delas. Achava que ia ser super dificil, complexo e desafiador e por isso fiquei enrolando, mas isso acabou. Desmistifiquei o mito de que elas são todo esse terror. Na verdade essas belezinhas são tão fáceis de fazer que dá vontade de ter sempre em casa. E talvez eu e você devêssemos fazer isso realmente.

Pra completar como nunca é suficiente, por que não recheá-la com uma maionese de batata? Mas não qualquer maionese, isso não. A melhor maionese de toda a sua vida e que vai te dar vontade de comer até explodir e ser feliz. É uma boa ideia pra pegar sua cesta de picnic (se não tiver um potinho de plástico também vai servir), embrulhar aquele suco (ou se preferir também pode ser champagne, cerveja, vinho, etc) e ir para o parque juntar seus amigos – longe da praia que está lotada e tendo arrastão e raios – e se divertir!

Continuar a ler

Salada de Farfalle

Primeiro post de 2015 e o que eu tenho pra dizer pra vocês é apenas uma coisa: tá um calor do inferno. Se por acaso você discordar de mim, me diga onde você mora e vou te visitar nesse exato instante (tem que ser no Brasil). Tá tanto mas tanto calor que eu só consigo pensar em comer coisas frescas, leves e cheias de legumes pra não encher demais a barriga.

É o que eu gosto de chamar de ser saudável por necessidade térmica. Note que eu tentei pensar em um nome mais legal e engraçado, mas o calor me impediu de fazer isso também.

Não tem muito segredo, o grande lance dessa salada de massa é que ela vai te alimentar e te deixar feliz porque não vai te encalorar igual ao delicioso macarrão com molho de queijo que tanto amamos.

Continuar a ler

Pad Thai

Há algum tempo venho me prometendo (e prometendo ao Felipe) que chegaria o dia em que eu tentaria fazer Pad Thai. Nunca pesquisei muito sobre ele, mas de tanto ouvir falar estava com uma vontade de comer inexplicável. A verdade é que mesmo depois de ler as receitas eu pensava que seria algo parecido com a vibe do Yakissoba. Mas eu me enganei. É totalmente diferente e incrivelmente delicioso.

O processo de criação de todas as receitas que faço costuma ser rápido, é como se eu tivesse a ideia, procurasse receitas base em livros ou na internet e criasse em cima disso, de acordo com a minha ideia original, mas dessa vez foi um pouco diferente. Sempre que vou fazer pratos clássicos de algum lugar é assim.

Minha ideia era fazer o tradicional mesmo, mas quando vi que seria impossível achar os ingredientes fora de São Paulo (abençoada seja a Liberdade e toda a sua variedade de produtos do outro lado do mundo), percebi que teria que adaptar. Então, vejam bem, assim surgiu a minha versão do Pad Thai tradicional que, apesar de ter uma semelhança, no final das contas ficou bem diferente.

Continuar a ler